Pulse

Último episódio de Game of Thrones foi feito às pressas, admite diretor

Neil Marshall foi responsável por dirigir o desfecho da premiada série de drama da HBO

Redação Publicado em 14/10/2019, às 15h25

None
Kit Harington e Emilia Clarke em Game of Thrones (Foto: Divulgação)

O último episódio de Game of Thrones foi amplamente criticado desde quando foi exibido em maio deste ano. Mas apesar da repercurssão, em maior parte negativa, a série levou o Emmy como Melhor Série de Drama e Melhor Ator Coadjuvante em Série de Drama, pela performance de Peter Dinklage.

Agora o diretor do episódio, Neil Marshall, admitiu que o controverso final foi "realmente apressado".

+++ LEIA MAIS: Netflix ou HBO: quem ganhou mais Emmys em 2019?

Em entrevista à Metro.co.uk, Marshall disse que era difícil questionar os motivos e a escolha dos showrunners de Game of Thrones, David Benioff e DB Weiss, mas que ele tinha os próprios pensamentos sobre como o final seria. 

"É muito difícil adivinhar esses caras porque eles são gênios e fizeram um trabalho incrível", disse ele.

+++ LEIA MAIS: Game of Thrones: Última temporada exclui cena importante de Jon Snow

"Inevitavelmente, eu adotaria uma abordagem diferente para dirigir. Uma das melhores experiências que tive com o trabalho nesses dois episódios foi que eles estavam tão abertos às minhas ideias, particularmente sobre cenas de batalha e como as batalhas funcionavam. Eu definitivamente adicionaria minha estratégia e conhecimento a isso."

Na última semana, Marshall descreveu as reações do final como "inevitáveis", mas parece concordar com os comentários. 

+++ LEIA MAIS: 7 séries para superar o fim de Game of Thrones [LISTA] 

"De certa forma, concordo com muitas das críticas, especialmente sobre tudo ter sido muito apressado. Toda a gente acabou onde devia, mas a forma como lá chegaram foi um pouco apressada no final."