Um cachorro está por trás de 'Good Vibrations', um dos maiores sucessos dos Beach Boys; entenda

Canção foi a terceira do grupo a chegar no topo das paradas

Redação Publicado em 18/11/2020, às 09h07

None
Em foto de 1964, Brian Wilson (ao piano) mostra uma nova composição para a banda. Junto a ele estão (da esq. para a dir.) Al Jardine, Mike Love, Dennis Wilson e Carl Wilson (Foto: Divulgação)

Nos primeiros anos de Beach Boys, a banda cantava sobre temas para cima, como sol e surfe. No entanto, em 1966, Brian Wilson, cantor e considerado o principal integrante do grupo, havia mudado de vibe, porque ele não fazia mais turnê com a banda, considerada pelo músico como família - e se isolou.

De acordo com o Shmoop, Wilson ficou separado dos outros membros do Beach Boys, porque estava a todo tempo no estúdio, experimentando reverb, instrumentos eletrônicos e drogas. Além disso, ele ainda incorporou alguns sons trazidos da rua, como cães latindo e latas quebrando. O músico também preencheu as melodias com arranjos orquestrais, as quais fizeram uso de instrumentos além de bateria e guitarras.

+++LEIA MAIS: Ney Matogrosso entrevista Duda Brack, Duda Brack entrevista Ney Matogrosso: Pulsações artísticas, sexualidade e experimentações

Em maio de 1966, a banda lançava Pet Sounds, disco considerado inovador e um dos mais influentes da história do rock. Inclusive, uma das faixas da obra foi retirada do lançamento - mas, mais tarde, ela daria ao grupo a terceira música a atingir o topo das paradas. Intitulada "Good Vibrations", é reconhecida como a maior contribuição dos Beach Boys para a música.

Para fazer a música, Brian Wilson teve uma inspiração inusitada. Ele explicou (via Shmoop) que a música pegou elementos da infância dele, mais especificamente de quando a mãe dele explicou sobre forças invisíveis presentes no ar. Ela falava do motivo dos cachorros latirem para algumas pessoas e não para outras porque captavam "vibrações ruins" delas.

+++LEIA MAIS: Beatles não pagaram ao baterista de 'Love Me Do' nem o suficiente para ele comprar uma cópia do disco; entenda

Toda essa informação dita pela mãe apavorou Wilson, porque era assustador para ele pensar sobre a existência de correntes invisíveis, as quais flutuavam ao redor do cosmos e enviavam mensagens para pessoas e animais.


+++ TOQUINHO: 'CADA COMPOSITOR TEM QUE BUSCAR A SUA VERDADE' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL 

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes