Um Lugar Silencioso: Parte II é 'mais pessoal que o primeiro', explica John Krasinski

John Krasinski se inspirou nas filhas para criar e dirigir Um Lugar Silencioso: Parte II

Marina Sakai (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 27/07/2021, às 21h01

None
John Krasinski (Foto: Michael Loccisano / Getty Images)

Inicialmente, após o lançamento do primeiro filme, John Krasinski não queria continuar a franquia Um Lugar Silencioso (2018) — o plano era ser um longa autônomo. No entanto, a ideia para uma sequência começou a se formar na cabeça do diretor e decidiu que gostaria de contar uma história nova e diferente de forma pessoal, de acordo com informações do NME.

Então, Um Lugar Silencioso: Parte II chegou aos cinemas em 10 de junho de 2021, após mais de um ano desde a data de estreia original, adiada por causa do distanciamento social e a pandemia de Covid-19. O longa está disponível em DVD, Blu-ray e 4K UHD, com alguns recursos bônus. Em um deles, Krasinski comentou os bastidores do filme e explicou por que a produção está mais em contato com seu lado pessoal.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by A Quiet Place Part II (@aquietplacemovie)

 

+++LEIA MAIS: Como John Krasinski convenceu Emily Blunt a fazer sequência de Um Lugar Silencioso?

Krasinski, diretor e roteirista do filme, e Emily Blunt, a protagonista, são casados e têm duas filhas, Hazel e Violet. O cineasta usou-as como inspiração para a ideia principal de Um Lugar Silencioso: Parte II, de acordo com informações do Cheat Sheet. "O primeiro é sobre a promessa que fazemos às crianças para protegê-las. O segundo é quando esse juramento é quebrado," disse o diretor no conteúdo bônus.

Então, as crianças precisam encarar o mundo sozinhas, "você deixa seu filho ir e se virar no mundo, o filme é sobre isso. É uma metáfora sobre o significado de crescer: é se machucar, ficar com medo e aprender a lidar com isso sozinho, pois ninguém vai te proteger." Krasinski fez isso focando na personagem de Millicent Simmonds, Regan Abbott. 

+++LEIA MAIS: Em Um Lugar Silencioso: Parte II, tensão do silêncio se mostra mais barulhenta do que nunca [REVIEW]

Em Um Lugar Silencioso: Parte II, a família Abbott conhece Emmett (Cillian Murphy) e passam a morar em um moinho de aço abandonado. A intenção de Krasinski era, novamente, construir a ideia de uma metáfora do moinho para representar os Estados Unidos, o país que veio da era industrial e dominou o mundo. "Eles estão vivendo em um mundo moderno e são lembrados da magnitude que o nosso país já teve."


+++ RS TRENDING | CONHEÇA OLIVIA RODRIGO: VIDA, RECORDES, SOUR E MAIS!