União Europeia deve aprovar aumento na duração dos direitos autorais

Ex-beatle Paul McCartney é um dos nomes a favor da ampliação do copyright de 50 para 70 anos que pode ocorrer na próxima segunda, 12

Redação Publicado em 09/09/2011, às 17h52 - Atualizado às 17h54

Paul McCartney estabelece parceria com a Decca Records
Foto: AP

Os músicos europeus devem ter ampliados a partir da semana que vem os direitos autorais sobre suas músicas. A União Europeia se mostrou favorável à mudança na legislação de 50 para 70 anos do copyright, conforme informou a Reuters nesta sexta, 9.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil - na íntegra e gratuitamente!

A votação sobre o assunto deve ser iniciada na próxima segunda, 12, em Bruxelas, na Bélgica. O aumento de 20 anos na duração dos direitos autorais é uma luta travada por nomes como Paul McCartney, ex-beatle, e o cantor Cliff Richard, cujo nome ficou famoso na década de 50 e, conforme a legislação europeia nos dias de hoje, não detém mais direito sobre suas obras daquele período.

"Embora alguns países sejam contra, parece provável que seja aceita a prorrogação dos direitos autorais", disse um funcionário da União Europeia que pediu anonimato. Para Frances Moore, executiva-chefe da IFPI (Federação Internacional da Indústria Fonógrafica), ampliar o prazo de proteção do copyright para 70 anos reduziria a diferença entre a Europa e outros países como os EUA, cuja proteção do copyright ultrapassa os 95 anos de duração.