Universal processa produtora por adaptação pornô de Cinquenta Tons de Cinza

Empresa pagou US$ 5 milhões pelos direitos de levar o livro às telonas

Redação Publicado em 30/11/2012, às 12h50 - Atualizado às 13h52

Cinquenta Tons de Cinza
Divulgação

A Universal, que após desembolsar US$ 5 milhões é dona dos direitos de adaptação do best-seller Cinquenta Tons de Cinza, está processando a produtora Smash Pictures, que fez a versão pornográfica Fifty Shades of Grey: A XXX Adaptation. A informação é do site da revista The Hollywood Reporter.

Crítica: ainda que seja literatura barata, Cinquenta Tons de Cinza estimula o mercado a olhar para a pornografia voltada à mulher.

O livro de EL James, publicado em 2011 e que ganhou duas continuações, conta a história picante de uma jovem virgem e inocente que se apaixona por um bilionário com taras excêntricas.

A adaptação pornô da história parecia um caminho natural – afinal, a indústria de filme adulto parodia tudo e seria de se estranhar que não fizesse uma adaptação só para maiores de um livro já voltado para o assunto. Tanto foi assim que Fifty Shades of Grey: A XXX Adaptation foi realizado pelo diretor James Lane antes que a Universal pudesse rodar um filme que pudesse ser exibido em cinemas tradicionais. Agora, a produtora e a distribuidora terão que responder por danos financeiros à Universal.