Usher é acusado de plágio

Compositor alega que o cantor roubou faixa sua ao elaborar o hit “Burn”

Matthew Perpetua Publicado em 22/09/2011, às 13h50 - Atualizado às 18h11

Usher é acusado de plágio
Foto: AP

Usher está sendo acusado de plágio por um compositor que alega que o hit de 2004 do cantor, “Burn”, tem partes roubadas de uma composição sua. No mês passado, um juiz federal da Califórnia achou que existiam evidências suficientes que sugerem que Usher e o coprodutor Jermaine Dupri tiveram acesso à canção “Reasons”, de 1998, de Ernest Lee Straughter.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

O juiz também aceitou um relatório de um musicologista demonstrando as similaridades entre as duas canções, que dividem um abre “altamente incomum” de 18 compassos, arranjos notavelmente parecidos, melodia e vocal.

É provável que Usher tenha tido conhecimento da música de Straughter por meio de Warren G, que colaborou com ambos. Usher e seus advogados, contudo, já apresentaram os documentos na esperança de convencer as autoridades que Warren G não tinha conexão alguma com a elaboração de “Burn” e que o cantor não conhecia o trabalho de Straughter. Se a juíza Christina Snyder não concordar, é possível que o caso vá a júri.