Vacina chinesa contra Covid-19 “parece segura”, mas não é tão eficaz em idosos, aponta fabricante

A Sinovac Biotech falou sobre alguns dos resultados dos testes da CoronaVac

Redação Publicado em 07/09/2020, às 19h51

None
Coronavírus (Foto: CC0/TMaxImumge)

A Sinovac Biotech afirmou nesta segunda, 7, que a vacina CoronaVac, criada para combater a covid-19, é aparentemente segura, mas pode não ser tão eficaz para os idosos, de acordo com resultados de um teste inicial a intermediário. As informações são da UOL

+++ LEIA MAIS: Fake News sobre coronavírus pode começar a gerar multa em São Paulo

As vacinas, portanto, podem não proteger os idosos com tanta eficácia, isso acontece porque o sistema imunológico das pessoas mais velhas, em geral, reage com bem menos vigor. Autoridades de saúde estão preocupadas com a situação. 

De acordo com as informações da UOL, Liu Peicheng, representante da mídia da Sinovac, explicou à Reuters que para os 421 voluntários com 60 anos ou mais, a vacina não ocasionou efeitos colaterais graves em testes combinados de fase 1 e fase 2.

+++LEIA MAIS: As 10 fake news mais absurdas nascidas durante a pandemia

Liu também acrescenta que mais de 90% dos participantes dos três grupos os quais testaram respectivamente duas injeções de baixa, média e alta dose da CoronaVac, tiveram uma alta significativa nos níveis de anticorpos. No entanto, o resultado foi mais baixo do que os níveis vistos nos jovens. Os resultados completos não estão disponíveis ao público e não foram compartilhados com a Reuters. As informações são da UOL

A UOL ainda lembra que das vacinas que estão na terceira fase de testes, quatro são da China. 


+++ DESAFIO! FREJAT ESCOLHE OS MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO