Veja o tributo emocionado de Billie Lourd a Carrie Fisher e Debbie Reynolds

"Não existem palavras para expressar o quanto vou sentir falta da minha Abadaba e da minha querida Momby", escreveu a atriz depois de perder a mãe e a avó

Rolling Stone EUA Publicado em 03/01/2017, às 12h18 - Atualizado às 12h29

Billie Lourd com Carrie Fisher e Debbie Reynolds
Reprodução/Instagram

Billie Lourd, filha de Carrie Fisher e neta de Debbie Reynolds, escreveu um tributo emocionado para as duas atrizes em sua conta no Instagram. Essa foi a primeira declaração da atriz desde que Carrie e Debbie morreram em 27 de dezembro e 28 de dezembro, respectivamente.

"Receber todas as rezas de vocês e suas palavras carinhosas ao longo da última semana me deu força em um período em que pensei que que não poderia existir força”, disse na legenda da imagem, que mostra ela ao lado da mãe e da avó.

"Não existem palavras para expressar o quanto vou sentir falta da minha Abadaba e da minha querida Momby. Seu amor e apoio significam muito para mim.”

?????????????? Receiving all of your prayers and kind words over the past week has given me strength during a time I thought strength could not exist. There are no words to express how much I will miss my Abadaba and my one and only Momby. Your love and support means the world to me.

Uma foto publicada por Billie Lourd (@praisethelourd) em

Mark Hamill, colega de Carrie Fisher em Star Wars, também escreveu um tributo para a amiga, que foi publicado no site da revista The Hollywood Reporter. "Carrie e eu ocupávamos uma área única na vida um do outro. Era como se fizéssemos parte de uma banda de garagem que, de alguma forma, fez muito sucesso. Não tínhamos ideia do impacto que Star Wars teria no mundo”, ele escreveu. “Parte do que era tão pungente sobre ela era a vulnerabilidade, havia um quê de garotinha nela que era muito cativante e que despertava a natureza protetora da minha personalidade. Fico agradecido de termos continuado amigos e que pudemos ter essa segunda oportunidade com os novos filmes. Eu acho que ela se sentiu mais segura por eu estar ali, a mesma pessoa, e por poder confiar em mim, por mais que fôssemos tão críticos um com o outro, de vez em quando."