Pulse

Banda de heavy metal Sephion vence o concurso Imagine Brazil e se prepara para gravar EP

Grupo formado em Santos irá à Croácia disputar a etapa final

Thiago Neves Publicado em 22/08/2015, às 10h04 - Atualizado em 24/08/2015, às 17h26

Banda Sephion.
Kelly Sato/Amigos do Gur

Naturais de Santos, no litoral paulista, os integrantes da banda de heavy metal Sephion foram os vencedores da competição Imagine Brazil - trazida ao país pela organização social de cultura Amigos do Guri. O prêmio inclui a gravação de um EP e uma vaga na etapa internacional do projeto, que acontecerá na Croácia, em 2016.

15 discos nacionais lançados no primeiro semestre que você deve ouvir.

Em entrevista à Rolling Stone Brasil, Brenno de Barros Santos, vocalista do grupo, falou sobre as expectativas para a disputa do próximo ano, além da experiência de participar da competição e poder registrar as canções do Sephion em um EP. Fora isso, a banda prepara o lançamento do clipe da música "F*cking War", que tem como pano de fundo cerca de 3000 anos de conflitos armados.

Galeria: os 10 melhores discos nacionais de 2014.

Como foi a experiência de participar do Festival Imagine Brazil?

Participar do Imagine Brazil foi uma experiência única e muito gratificante. O Projeto Guri foi impecável com a gente, toda a estrutura que nos forneceram, desde hotel, alimentação, workshops, sem falar da estrutura de palco, tudo foi sensacional. Por ser um evento com músicas de todos os gêneros, achamos que iríamos lá somente para mostrar nosso trabalho e ganhar experiência, mas a aceitação do público foi incrível, todos curtiram muito o nosso som. É impagável ver que uma música pesada como a nossa ainda pode ter uma boa resposta por parte do público.

Como vocês estão se preparando para o evento na Croácia?

A gente continua com a nossa rotina de ensaios, agora vamos investir também em covers de bandas que nos inspiram e compor mais músicas, já que apostamos muito no autoral, e também vamos dar continuidade com workshops ministrados pela organização Amigos do Guri - preparatórios para a final internacional. Estamos trabalhando, também, para construir uma imagem internacional, pois sabemos que a Europa valoriza muito bem a cultura do heavy metal. Por isso, estamos investindo pesado na questão do marketing para chegarmos bem na Croácia.

Quais as expectativas para a gravação do EP?

Estão excelentes, no momento estamos finalizando a pós-produção. Esse EP vai contar com composições feitas em inglês, e vão desde arranjos mais pesados do metal até as mais baladas, sem perder, é claro, a identidade sonora da banda.

A cena do metal no Brasil é bem consolidada, quais as principais influências da Sephion? O que a banda tem a acrescentar ao atual cenário do gênero?

A Sephion é influenciada por diversos músicos e bandas internacionais, as principais seriam Avenged Sevenfold, Iron Maiden e Pantera. Estamos aprendendo diariamente, pois somos músicos jovens e queremos melhorar cada vez mais. Mas talvez nosso grande objetivo é mostrar que é possível, sim, trazer um heavy metal legítimo e de qualidade e, ao mesmo tempo, seguir as tendências do mercado fonográfico. Sabemos a importância, como banda de rock, trabalhar com artistas que não sejam necessariamente do nosso gênero. Esse intercâmbio é muito importante, pois nós artistas ganhamos mais com esse tipo de união. E o público, principalmente. Talvez seja por isso que tenha sido tão prazeroso para a gente ter concorrido na etapa brasileira do Imagine. Lá encontramos artistas do rap, sertanejo e até música erudita. A sonoridade pode diferir, mas aprendemos muito com eles também.

Como surgiu a ideia do clipe de "F*cking War"? Qual a reflexão que o vídeo explora?

Gravar o clipe da "F*cking War" foi simplesmente incrível, uma sensação única, toda a produção do vídeo foi de altíssimo nível! A ideia de gravar esse vídeo partiu de mim e de Ruy Marques, da Arquiteto Produções, a partir daí, todo o roteiro foi muito bem estudado e cada fato histórico que colocamos no clipe foi executado com os mesmo detalhes de cada época. Inclusive a cena do Hitler, que realmente aconteceu durante a primeira guerra, e é de se impressionar ver como uma decisão pode mudar completamente a história.

Assista aos bastidores do clipe de "F*cking War":