Vendas abaixo do esperado

Gravadora culpa Axl Rose por não conseguir chegar ao topo das paradas com Chinese Democracy

Da redação Publicado em 02/12/2008, às 08h57

A expectativa de quase uma década e meia pela chegada de Chinese Democracy parecia indicar um suposto incentivo para acelerar as vendas do álbum - mas não é o que está acontecendo. As compras do aguardado disco do Guns N' Roses estão abaixo da expectativa da gravadora Geffen, e segundo a mídia britânica, os executivos botam a culpa em Axl Rose.

De acordo com o jornal The Sun, o frontman está indisponível para contatos com seus empresários há cerca de dois meses. Para a gravadora, Axl deveria ter promovido o álbum com mais intensidade à época de seu lançamento (o disco chegou às lojas do Reino Unido em 23 de novembro). A falta de uma estratégia de peso de publicidade na mídia, por parte de Axl, seria o um dos fatores que fez com as vendas do álbum ficassem atrás de Day and Age, do The Killers, em 80 mil cópias.

Números

Mesmo com a chegada do Natal, as vendas de discos, no geral, não estão agradando aos executivos da indústria fonográfica. 808s & Heartbreak, de Kanye West, deve vender entre 425 e 450 mil cópias nos Estados Unidos, quando o mínimo esperado era 700 mil, informa a Billboard. Chinese... deve fechar o ano com algo entre 250 e 260 mil cópias - as previsões marcavam entre 300 e 780 mil.