Vendas de discos caem e singles estão em alta no Reino Unido

Em 2012, a compra de música cresceu em popularidade graças à força dos hits de Gotye e Carly Rae Jepsen

Redação Publicado em 02/01/2013, às 12h18 - Atualizado às 17h19

Gotye
Divulgação

No mercado de música digital do Reino Unido, os singles seguem em alta, batendo recorde pelo quinto ano seguido, enquanto a venda de discos sofreu uma queda, se comparados os números de 2011 e 2012. Os dados foram divulgados por duas fontes, a Official Charts Company e a British Phonographic Industry.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Grande líder de vendas digitais do ano, que ajudou a elevar os números finais, “Somebody That I Used To Know”, de Gotye e com participação da cantora Kimbra, teve 1,32 milhão de cópias vendidas. Eles foram seguidos de perto por Carly Rae Jepsen e a sua “Call Me Maybe”, com 1,14 mi. O crescimento de vendas digitais é de 6%, de 177,9 milhões em 2011 para 188,6, no ano seguinte.

Já as vendas físicas, depois de um ano bom, liderado por 21, segundo disco de Adele, sofreram uma queda considerável: 11,2%, atingindo 100,5 milhões.

A líder de venda dos mercados britânico foi Emeli Sandé, com sua estreia Our Version of Events. O álbum de Adele se manteve na segunda posição entre os discos físicos mais comprados, tendo vendido 786 mil cópias – o trabalho de Sandé conseguiu chegar a 1,39 milhão.