Verdade ou lenda? O maior hit do Kiss foi baseado em um acidente de carro na vida real

Na época, banda precisava atrair mais público feminino

Redação Publicado em 15/09/2020, às 12h01

None
Gene Simmons, Thommy Thayer e Paul Stanley (Foto:Sebastian Willnow/ Picture Alliance/ DPA/AP Images)

Nos palcos dos shows, o Kiss usa de uma identidade visual voltada a aspectos demoníacos, mas isso não reflete nas músicas do grupo, principalmente nos maiores sucessos. No entanto, isso foi uma exceção no maior hit deles, que foi baseado em um acidente de carro na vida real e em uma audiência das apresentações ao vivo predominantemente masculina. A informação é do Cheat Sheet.

Na época da produção do álbum Destroyer, a banda trabalhou com o produtor Bob Ezrin, quem, de acordo com o Loudwire, notou durante um show que o público tinha poucas mulheres. Por isso, ele pensava sobre o Kiss fazer um disco mais atrativo às mulheres em comparação aos trabalhos anteriores.

+++LEIA MAIS: Eita: Trump diz que November Rain é o ‘melhor videoclipe de todos os tempos’ e obriga todos os funcionários a assistirem; concorda com ele?

Além disso, Ezrin que o grupo cantasse menos sobre um tema específico: sexo. Segundo o livro Kiss Behind the Mask – The Official Authorized Biography, escrito por Ken Sharp e David Leaf, o guitarris Paul Stanley falou sobre o produtor querer menos canções sobre o assunto. 

Stanley admitiu que esse foi um processo difícil para ele e os outros colegas da banda, porque a vida sexual do Kiss era, na época, bastante sexualmente ativa. O músico escreveu um riff e um gancho de guitarra, mas não sabia o que faria e sobre o assunto da faixa, apenas tinha ideia de ser sobre Detroit. Então, ele pensou em algo mórbido.

Paul Stanley havia lembrado de alguém que ia para um show da banda em Charlotte, mas se envolveu em um acidente de carro e morreu. "Lembro-me de pensar como é estranho como a vida das pessoas termina tão rapidamente", disse. "As pessoas podem estar a caminho de algo que é realmente uma festa e uma celebração de estar vivo e morrer no processo de fazê-lo".

+++LEIA MAIS: Coletivo de arte usa ‘cabeça de Bolsonaro’ como bola de futebol em vídeo de protesto; assista

Influenciado por R&B, Gene Simmons escreveu uma linha de baixo para a música - inclusive, o músico falou que a criação foi diferente de todos os outros trabalhos dele.

"Essa é uma das músicas que mais me orgulho de ter escrito", comentou Stanley ao Loudwire. "'Detroit Rock City' é uma música completa que é dramática e grande. É a diferença entre um filme normal e IMAX. Entre a música e as letras, amplia o escopo da apresentação e ainda é bastante espetacular". Bob Ezrin disse que "Detroit Rock City" de certo com o público feminino porque tinha "coração".

+++LEIA MAIS: Ouça o potente e impactante vocal isolado de Amy Winehouse em 'Rehab'

Kiss lançou "Detroit Rock City" como single duplo ao lado da balada melancólica "Beth". O público gostou bastante dos lançamentos. A canção atingiu o sétimo lugar na Billboard Hot 100.


+++ BK' lança novo disco e fala sobre conexão com o movimento Vidas Negras Importam: 'A gente sabia que ia explodir'