Jogo Monopoly: Star Wars é criticado por excluir a protagonista

"Onde está Rey?", perguntam os fãs da saga nas redes sociais

Redação Publicado em 05/01/2016, às 12h24 - Atualizado em 06/01/2016, às 12h03

Jogo é criticado por incluir apenas personagens masculinos do longa, além do vilão Darth Vader, que não faz parte de "O Despertar da Força"
Hasbro.com

Atualizado em 6 de janeiro, às 11h57: Após a pressão dos fãs, a Hasbro enviou um comunicado à revista "Entertainment Weekly” na noite desta terça, 3, para anunciar que atualizaria o jogo com a personagem. "Nós amamos a paixão dos fãs por Rey e estamos felizes em anunciar que estamos correndo para mudar e incluí-la no jogo ainda este ano."

Desde o lançamento de Star Wars: O Despertar da Força, a hashtag #WhereIsRey (Onde está Rey?) ganha força por reunir brinquedos do filme que foram lançados sem a protagonista interpretada por Daisy Ridley. O destaque para personagens masculinos esquenta o debate sobre sexismo no mundo do merchandising, que também causou polêmica com a ausência da personagem Viúva Negra (Scarlett Johansson) em alguns brinquedos da franquia Os Vingadores.

Star Wars: relembre dez momentos marcantes dos seis primeiros filmes

O mais recente lançamento criticado é o jogo de tabuleiro Monopoly, que inclui apenas quatro personagens. Entre rebeldes e vilões estão: Finn (John Boyega), Luke (Mark Hammil), Kylo Ren (Adam Driver) e Darth Vader, que não faz parte do novo longa.

Questionada pelos fãs, a empresa de brinquedos se defendeu em um primeiro momento justificando que "o jogo foi lançado meses antes do lançamento e Rey não foi incluída para evitar revelar um ponto crucial do roteiro que a leva a Kylo Ren e a Aliança Rebelde". A empresa também afirma que planeja lançar séries melhores com a personagem no futuro. O comunicado não foi o suficiente para convencer os fãs. No Twitter, o jornalista Marc Normandin pontuou: "Estou imaginando um Star Wars: Monopoly lançado em 1977 que não inclui Luke para não revelar que ele é o foco."

Os filmes mais aguardados de 2016

Além do jogo da Hasbro, a primeira heroína Jedi protagonista da saga também foi excluída da reprodução da nave Millenium Falcon. Em entrevista ao The Wrap, o empresário de brinquedos Richard Gottlieb comenta: "Posso dizer que na indústria dos brinquedos e dos filmes existe uma crença antiga de que meninos não assistem a filmes de 'menina' e se você colocar uma garota em um brinquedo de meninos, eles não vão comprar."