Veterinária é criticada após se imunizar 2 vezes contra Covid-19: 'Esperei e consegui tomar a Janssen'

Jussara Sonner já havia tomado duas doses da vacina CoronaVac, a qual se referiu pejorativamente como “vachina” em publicação nas redes sociais

Redação Publicado em 02/07/2021, às 10h56

None
Veterinária Jussara Sonner ao lado de comprovante de vacina da Janssen (Foto: Reprodução/Facebook)

Muitos brasileiros aguardam a chegada das respectivas faixas etárias para se vacinarem contra a Covid-19. Uma veterinária de Guarulhos, contudo, imunizou-se pela segunda vez neste ano por sentir-se “incomodada” com a Coronavac, a qual se referiu pejorativamente como “vachina”.

Segundo o O Globo, Jussara Sonner publicou nas redes sociais o comprovante de aplicação da Janssen, e explicou que já havia tomado duas doses da Coronavac, mas estava “incomodada” com o imunizante.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro volta a atacar vacina Coronavac: ‘Não tem comprovação científica’

No início da publicação, a veterinária afirmou que “nenhuma vacina é totalmente segura pois não houve tempo para a realização dos testes!” A declaração, contudo, não é verdadeira, pois todos os imunizantes aprovados no Brasil pela Anvisa apresentaram resultados e estudos que provam segurança e eficácia.

Em seguida, ela diz: “Mas como no início do ano tomei a vachina (sic) estava bastt incomodada com isso! Esperei o tempo necessário — 3 meses — e hj consegui tomar a da Janssen! Agora me sinto mais protegida, é dose única e estou liberada para viajar para onde eu quiser! Agora sim que viro jacaré!”

+++LEIA MAIS: Bolsonaro afirma que contaminação por Covid-19 é mais eficaz que vacina

Após um perfil questionar como a veterinária conseguiu se imunizar duas vezes, Sonner disse: “Fui num bairro meio que de favela aqui em Guarulhos onde não havia computadores para a verificação online. Uma sorte! Anotaram meus dados numa folha timbrada. Quando cair no sistema será tarde demais!”

A publicação da veterinária gerou revolta nas redes sociais, e diversos perfis criticaram a atitude. Um escreveu: “Jussara Sonner, veterinária, já havia se vacinado contra a covid com as duas doses da Coronavac, mas a bonita quer viajar pra fora (tadinha) e decidiu que iria tomar uma terceira dose, dessa vez da Janssen. Ainda zombou do SUS e da UBS que se vacinou pela segunda vez. ÓDIO”

+++LEIA MAIS: Vacina Coronavac é eficaz em crianças a partir de 3 anos, aponta estudo

Outro perfil comentou: “Essa Sujeita tirou a vacina de alguém que não tomou nem a primeira dose…”

A prefeitura de Guarulhos, segundo o O Globo, enviou o caso ao Ministério Público de São Paulo. Em comunicado, a Secretaria Municipal de Saúde disse que irá “apurar que tipo de falha pode ter ocorrido”:

+++LEIA MAIS: SinoVac pediu fim de ataques de governo Bolsonaro à China para evitar atraso de insumos da Coronavac

"A Prefeitura não mede esforços para promover uma vacinação célere e eficiente, criando critérios objetivos para a contemplação de sua população. Mas não se pode fechar os olhos para abusos e fraudes que visem burlar esse sistema, ainda mais baseadas em motivações desprovidas de amparo científico que possam prejudicar grupos prioritários para a vacinação, como neste caso", disse.


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL