Vevo, plataforma de vídeos de música, lança grade de programação com conteúdo próprio

“O artista se tornou um canal, tem audiência própria”, diz diretora geral de operações no Brasil

Redação Publicado em 13/10/2014, às 19h02 - Atualizado às 19h53

Banda Republica durante o programa Sacada Vevo
Divulgação

Três anos após chegar ao mercado brasileiro, a Vevo dá um novo passo adiante na busca de se estabelecer como uma plataforma de comunicação direta entre músicos e fãs. A empresa anunciou nesta segunda-feira, 13, o lançamento do Upfront, uma grade de programação com conteúdo próprio e dedicada aos artistas brasileiros.

Dez maneiras inusitadas de se lançar um disco.

Serão sete programas mensais transmitidos nos próprios canais dos músicos – e alguns deles já estão no ar, como o caso do Sacada Vevo com a banda Republica, exibido na Rolling Stone Brasil em julho. (Assista aqui).

De acordo com Fátima Pissarra, a diretora geral de operações da Vevo no Brasil e quem apresentou a grade de programação para a imprensa, as mudanças e o crescimento do ambiente online no surgimento de novos artistas foi determinante para o estabelecimento do conteúdo musical na internet. “Os artistas agora vêm de lá, não é mais a gravadora quem define o que vamos escutar.”

Para diretor do Spotify, produto não “canibaliza” a indústria fonográfica.

O já citado Sacada Vevo levará os artistas para lugares especiais e íntimos para performances inéditas e será mensal, às quintas-feiras. Com performances exclusivas, o Upfront também trará o No Escuro e Vevo Sessions. Haverá espaço para novidades com o Radar Vevo, que pretende encontrar artistas de sucesso na internet, mas ainda longe do mainstream, e Acontece na Vevo, com o resumo dos maiores lançamentos da semana. O Vevo Tour levará os fãs para os bastidores dos grandes shows e o Vevo Cantadas promete ser uma pílula de humor quinzenal de 3 minutos de duração, em média.

“O artista se tornou um canal e tem audiência própria”. Por isso, todos os programas serão criados de acordo com a linguagem e estética dos participantes. “Não temos regras nos programas, vamos nos adaptar aos artistas”, promete.