A vez da Netflix: em tempos de pandemia, streaming decola com favoritos para o Oscar 2021

A plataforma pode levar para casa algumas das principais categorias da noite de premiação

Malu Rodrigues I @amalu.rodrigues Publicado em 18/11/2020, às 07h00

None
Logo da Netflix e Oscar (Foto 1: Reprodução/Foto 2: Getty Images/Bryan Bedder/Equipe)

Com o coronavírus, a indústria cinematográfica sofreu alguns impactos. Segunda a pesquisa divulgada pelo The Hollywood Reporter em março, a pandemia poderia chegar a custar mais de R$ 22 bilhões de prejuízo aos cinemas mundiais em 2020.

Neste ano, as salas de cinemas fecharam, as estreias de filmes muito esperados, como Viúva Negra e Tenet, foram adiadas e as gravações de várias produções foram interrompidas, como Batman, Matrix 4.

+++ LEIA MAIS: Sem lançamento no cinema? Tudo que sabemos sobre Oscar 2021: Datas, filmes, inscrições

Com as mudanças, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas também precisou se adaptar. Originalmente agendada para o dia 28 de fevereiro de 2021, a 93ª cerimônia do Oscar foi adiada para 25 de abril do mesmo ano.

Enquanto muitos estúdios precisaram segurar lançamentos e até postergar produções que esperavam nomear ao Oscar - como aconteceu com Respect  -, o streaming se revelou como uma potência. Mais especificamente, a Netflix se mostrou uma potência. 

+++ LEIA MAIS: Qual filme original Netflix foi o mais visto de 2020?

No Oscar 2020, a plataforma liderou em 24 indicações e entrou na disputa com alguns dos longas mais comentados da temporada, como O Irlandês e História de um Casamento. Para o evento de 2021, não haverá grandes alterações e, inclusive, a Netflix pode criar um marco na própria história caso tenha o recorde de indicações.

O estúdio precisará ficar atento com outras produtoras, como a A24, que vem forte com Minari e First Cow, e a Searchlight Pictures, que trará Nomadland. Mesmo assim, não há dúvidas que a plataforma se destacará no próximo ano e poderá levar para casa algumas das principais categorias da noite. 

+++ LEIA MAIS: A história escondida por trás da trilha sonora de Bom Dia, Verônica [ENTREVISTA]

A Rolling Stone Brasil pensou nas principais possíveis apostas da Netflix para o Oscar 2021 (apenas filmes), e fez uma análise sobre quais categorias as produções originais devem ser indicadas:


Destacamento Blood

Comandado por Spike Lee, Da 5 Bloods é um filme de drama. Nele, um grupo de veteranos da Guerra do Vietnã decide voltar ao país em busca de um tesouro e dos restos mortais do antigo líder.

Uma das grandes apostas da Netflix, o longa deve entrar na competição pela estatueta de Melhor Filme. Lee também pode conseguir um espaço como Melhor Diretor, apesar de não ser o favorito deste ano. Delroy Lindo pode competir como Melhor Ator. Além disso, o trabalho de Danny Bilson, Paul De Meo, Kevin Willmott e Spike Lee deve ser valorizado em Melhor Roteiro Original.

+++LEIA MAIS: Chadwick Boseman foi 'iluminado por Deus', diz Spike Lee

Da 5 Bloods também foi marcado por ser um dos últimos trabalhos de Chadwick Boseman, que morreu em agosto deste ano, após uma luta silenciosa de quatro anos contra um câncer de cólon. Pelo filme, é esperado que ele ganhe uma nomeação póstuma como Melhor Ator Coadjuvante.


Estou Pensando em Acabar com Tudo

Estou Pensando em Acabar com Tudo é um filme ambicioso - talvez ambicioso demais para o Oscar. Primeiramente, o longa é de terror - gênero não muito valorizado na premiação. Com uma mistura de elementos surrealistas e de suspense, a produção nos leva a uma viagem, na qual uma jovem conhece os pais do namorado pela primeira vez.

+++ LEIA MAIS: Conheça o estúdio que revoluciona o cinema de terror moderno com A Bruxa, Midsommar e Hereditário

O longa não é um dos favoritos para a premiação, mas pode conseguir uma vaga em Roteiro Adaptado devido ao trabalho incrivel de Charlie Kaufman. Com atuações impecáveis e memoráveis, Jesse Plemons pode entrar como Melhor Ator, Toni Collete com Atriz Coadjuvante e Jessie Buckley com Melhor Atriz. 

O filme ainda é uma aposta incerta no Oscar, mas podemos adiantar que ele deve conquistar mais destaque em outras cerimônias, tanto nas independeres como nas 'mainstream'.


Os Sete de Chicago

Dirigido e escrito por Aaron Sorkin, o filme de drama é baseado em uma história real.

Ao longo de pouco mais de duas horas, o público acompanha os eventos que rodeiam um dos julgamentos mais famosos de todos os tempos. No final dos anos 1960 para o começo dos 1970, um grupo de pessoas contrárias à Guerra do Vietnã se reuniram em um grande protesto em Chicago. No entanto, a manifestação, que começou pacífica, saiu do controle e o evento foi marcado por um conflito contra a polícia. Nesse cenário, o governo decidiu julgar sete indivíduos por conspiração contra os Estados Unidos.

+++ LEIA MAIS: Conheça Os 7 de Chicago, nova aposta da Netflix para o Oscar

Essas figuras histórias foram interpretadas por um elenco de peso em Hollywood. Participaram do filme os atores Sacha Baron Cohen, Eddie Redmayne, Yahya Abdul-Mateen II, Frank Langella, John Carroll Lynch, Jeremy Strong e Joseph Gordon-Levitt.

Os Sete de Chicago tem altas chances de ser indicado para a categoria de Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Roteiro do Oscar. Por ter um enredo que retoma uma história importante dos Estados Unidos, certamente não deve passar batido na premiação.

Além de receber nomeações em categorias técnicas, o streaming também pode apostar em todo o elenco para disputar a estatueta de Melhor Ator Coadjuvante. Curiosamente, se o longa for bem recebido pela Academia, ele pode até lotar a categoria (e ainda deixar alguns atores de fora).


Mank

Mank é, com certeza, o maior filme da Netflix no Oscar 2021. O streaming deve apostar muitas fichas no longa que mostra os bastidores da produção de Hollywood, Cidadão Kane (1941), nos anos 1930 e 1940.

O histórico da Academia aponta como a premiação valoriza dramas biográficos, e Mank se revela como um pote de ouro. David Fincher, que já garantiu 7 estatuetas na carreira, deve concorrer como Melhor Diretor. Inclusive, o pai Jack Fincher pode disputar na categoria de Melhor Roteiro Original.

+++ LEIA MAIS: 5 clássicos do cinema que completam 100 anos em breve [LISTA]

Para fechar as principais categorias da noite, Gary Oldman está cotado para ser nomeado em Melhor Ator; e Amanda Seyfried, elogiada por interpretar Marion Davies, é uma das favoritas para entrar em Atriz Coadjuvante. Enquanto isso, Charles Dance pode se garantir em Ator Coadjuvante, apesar de as chances serem menores devido ao resto da competição.

Também, não podemos esquecer de como Mank tem grandes chances de competir pelos prêmios nas principais categorias técnicas.


A Festa de Formatura

A Festa de Formatura é uma comédia musical que pode se destacar no Oscar 2021. A principal justificativa para isso é o elenco. Os nomes de Nicole Kidman e Meryl Streep sempre estão presentes na cerimônia, e isso pode se repetir ano que vem.

Kidman pode entrar em Atriz Coadjuvante, ao lado da colega Ariana DeBose e de outros integrantes do elenco. Enquanto isso, Streep e a novata Jo Ellen Pellman podem receber campanha para entrar em Melhor Atriz e James Corden em Melhor Ator. O longa talvez surpreenda e seja indicado em Melhor Filme, e até Melhor Diretor para Ryan Murphy (apesar de as chances desse último serem menores).

+++ LEIA MAIS: Glee, American Horror Story e mais: 10 séries para entender o universo de Ryan Murphy

Vale lembrar de como a produção é uma adaptação da peça musical homônima super famosa nos Estados Unidos - o que significa que o filme deve ganhar uns pontos por isso.

Além disso, curiosamente, A Festa de Formatura é um dos filmes mais leves do ano produzidos pela Netflix, e isso pode ser benéfico para a produção.


A Voz Suprema do Blues

A Voz Suprema do Blues está na mira de diversas apostas e previsões. Para o Oscar 2021, a produção certamente será indicada em Melhor Filme e as chances são altas para conquistar uma vaga em Roteiro Adaptado.

A expectativa também é que Chadwick Boseman seja indicado postumamente - e muito possivelmente ganhe, já que é um dos favoritos - ao Oscar na categoria de Melhor Ator. A incrível Viola Davis também deve garantir uma indicação em Melhor Atriz. Inclusive, ela está ao lado de Vanessa Kirby na lista de preferidas para levar a estatueta.

+++ LEIA MAIS: ‘Come on, vogue’: Qual a importância de Madonna para o voguing - e por que a cultura ballroom vai muito além da cantora

Comandando por George C. Wolfe, o filme ainda tem chances de entrar em Melhor Diretor e Melhor Ator Coadjuvante (com Glynn Turman), mas essas já são mais baixas. Por outro lado, deve conquistar as mais variadas nomeações em categorias técnicas.


The Midnight Sky

The Midnight Sky também pode surpreender na cerimônia. O filme chega de forma tímida para o público, mas é aquela produção que pode aparecer em diversas categorias. George Clooney tem a possibilidade de concorrer como Melhor Diretor, além de Melhor Ator. 

Baseado no livro Good Morning, Midnight, a produção pode entrar em Roteiro Adaptado, escrito por Mark L. Smith. Embora as chances sejam menores, The Midnight Sky também pode descolar um espaço em Melhor Filme.

A produção de ficção científica acompanha um cientista em um universo pós-apocalíptico.


Pieces of a Woman

O drama mostra o casal Martha e Sean Carson à beira da paternidade, mas que é completamente impactado após um parto domiciliar com uma enfermeira que enfrenta acusações de negligência. Dessa forma, Martha passa por um processo de luto enquanto precisa lidar com mais questões da vida.

O rasgante e comovente Pieces of a Woman deve ser indicado para Roteiro Adaptado, já que é baseado em uma peça. Kornél Mundruczó também pode conquistar um espaço em Melhor Diretor, embora com chances menores.

+++ LEIA MAIS: O Gambito da Rainha é a nova série da Netflix que você precisa assistir: trama viciante, personagens eletrizantes e mais

A produção pode ganhar as estatuetas do Oscar nas categorias envolvendo atuação. A Netflix deve fazer campanha para Shia LaBeouf, mas ainda está indefinido se ele será nomeado em Melhor Ator ou Ator Coadjuvante. 

Ellen Burstyn (veterana das premiações) tem chances de ser indicada para Atriz Coadjuvante. Agora, Vanessa Kirby é uma das favoritas não apenas para ser indicada, mas também para ganhar em Melhor Atriz. Por isso, o streaming deve investir (quase) todas as fichas em Kirby.


Era uma Vez um Sonho

Era uma Vez um Sonho não está sendo bem recebido pela crítica, e ganhou 29% de aprovação no Rotten Tomatoes. Com as poucas chances de ser indicado em Filme e Roteiro, o filme pode se apoiar nas atuações para conseguir vaga nas principais categorias da noite.

Dessa forma, a aposta fica principalmente em Glenn Cose para Atriz Coadjuvante. Amy Addams pode até conseguir um espaço em Melhor Atriz, mas ela não é a favorita e precisará disputar com outras grandes artistas para garantir uma nomeação.


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes 

+++ TOQUINHO: 'CADA COMPOSITOR TEM QUE BUSCAR A SUA VERDADE' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL