Vicky Cornell afirma que músicas inéditas do Soundgarden serão lançadas apesar de batalhas judiciais

Viúva de Chris Cornell e integrantes remanescentes do Soundgarden brigam na justiça por direitos autorais

Redação Publicado em 15/12/2020, às 09h44

None
Chris e Vicky Cornell (Foto: Chris Pizzello/Invision/AP)

A morte de Chris Cornell, vocalista do Soundgarden, pegou o mundo de surpresa em 2017. O artista cometeu suicídio horas depois de uma apresentação da banda em Detroit, deixando três filhos, uma esposa, e milhões de fãs.

Em entrevista ao USA Today, Vicky Cornell - viúva de Chris, afirmou que músicas não lançadas pelo artista, inclusive seu trabalho com o Soundgarden, “verão a luz do dia”. O depoimento foi feito em conversa sobre o álbum póstumo de covers de Chris Cornell, No One Sings Like You Anymore, lançado de surpresa na última sexta-feira, 11 de Dezembro.

+++LEIA MAIS: Com covers de John Lennon, Guns N' Roses e mais: último disco gravado por Chris Cornell é lançado; ouça

Quando perguntada se mais músicas seriam lançadas de forma póstuma, Vicky afirmou: “Sim, todas as músicas de Chris, incluindo as do Soundgarden, verão as luz do dia porque não há nada nesse mundo que me faça mais feliz do que compartilhar o talento de Chris, ver as pessoas dizerem o nome dele, ter a música dele no mundo”. Ela continuou: “Ele está vivo dessa maneira e o legado permanece. Então é a coisa mais importante para mim, ver o quanto as pessoas o amam, sentem saudade, o respeitam, e o quanto nós queremos mais músicas dele. Então tudo será lançado.”

O depoimento de Vicky é ousado, já que a mesma encontra-se em batalha judicial com os membros remanescentes do Soundgarden pelos direitos autorais dos trabalhos não lançados da banda. 

+++LEIA MAIS: Viúva de Chris Cornell, Vicky processa Soundgarden por não pagar royalties

As intrigas entre a viúva de Chris Cornell e o Soundgarden começaram em maio deste ano, quando Vicky acusou a banda de alegar falsamente direitos sobre sete músicas não lançadas. Os membros afirmaram que ela estava ciente de que os vocais de Chris foram gravados para um álbum inédito do Soundgarden, não um projeto solo. 

A banda chegou a intimar Vicky, alegando que a mesma utilizou fundos de um show beneficente de 2019 para “uso pessoal”, além de ter assumido as mídias sociais do Soundgarden sem permissão. Os membros afirmaram que o processo inicial de Vicky tinha “o propósito de extorquir o Soundgarden para conceder direitos que não são legalmente dela, e coagir o Soundgarden a distribuir prematuramente os fundos da banda para ela.”


+++ PÉRICLES: 'QUEREMOS FAZER O NOSSO SOM, MOSTRAR NOSSA VERDADE E LUTAR POR IGUALDADE' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL