Vingadores: Ultimato esqueceu de responder uma questão importante sobre Tony Stark

Homem de Ferro morreu sem reconciliação com fato traumático do passado

Redação Publicado em 13/04/2020, às 14h39

None
Robert Downey Jr. em Homem de Ferro (Foto: Reprodução Marvel)

A história de Tony Stark no MCU chegou ao fim em Vingadores: Ultimato (2019), mas uma parte importante da jornada do Homem de Ferro ficou sem resposta. Ao contrário do que Stark acreditava, os pais não morreram em um acidente de carro, mas foram assassinados por Bucky Barnes - e Capitão América sabia disso, mas decidiu manter o segredo, como lembra o site ScreenRant.

A revelação sobre a morte dos Stark aconteceu em Capitão América: Guerra Civil (2016) e abalou a relação do Homem de Ferro com Steve Rogers. Após a derrota para Thanos em Vingadores: Guerra Infinita (2018), os dois seguiram rumos diferentes, e Tony abandonou a vida de super herói para focar na família.

+++ LEIA MAIS: Como Robert Downey Jr. quebrou o tornozelo durante Homem de Ferro 3? Guy Pearce relembra

A aposentadoria acabou em Ultimato, quando surgiu a possibilidade de trazer os mortos de volta com uma viagem no tempo e, durante a missão, o Homem de Ferro teve a oportunidade de reencontrar o pai e resolver assuntos pendentes. Stark e Rogers se reconciliaram pouco antes do início da viagem do tempo, mas não há um momento de conversa franca com Bucky e os dois personagens não interagem antes da cena final do Homem de Ferro.

O rancor de Stark com Bucky estava no fato da morte da mãe, mas Ultimato não abordou o tema, uma vez que o milionário apenas consegue rever o pai ao voltar no tempo. Para o site ScreenRant, o problema de narrativa seria facilmente solucionado com uma cena breve do Homem de Ferro e o Soldado Invernal, com Stark ajudando o parceiro e uma troca de olhares significativa.


+++ SESSION RS: SCALENE TOCA ASSOMBRA