Vinnie Vincent, ex-Kiss, quis voltar para banda em 1992; entenda

Vinnie Vincent foi demitido do Kiss em 1984 por Gene Simmons e Paul Stanley

Redação Publicado em 07/06/2021, às 17h26

None
Vinnie Vincent, ex-Kiss em foto de divulgação da banda (Foto: Reprodução/Divulgação)

Fundador e guitarrista do Kiss, Vinnie Vincent revelou acreditar que "realmente poderia ter" voltado à banda em 1992 após contribuir para o disco do grupo, Revenge, lançado naquele mesmo ano.

Em um episódio recente do The Rock Experience, o músico falou sobre o assunto e enfatizou ser uma perspectiva apenas dele, segundo o Ultimate Classic Rock. No entanto, refletiu sobre a energia "natural" em co-escrever novamente com Gene Simmons e Paul Stanley, apesar de a dupla ter demitido o guitarrista do Kiss em 1984.

+++LEIA MAIS: Gene Simmons relembra 1º encontro com Angus Young: 'Ele não tinha os dentes da frente'

Em Revenge, Vinnie Vicent foi creditado em três faixas: "Unholy", "Heart of Chrome" e "I Just Wanna". O músico explicou: "Formamos essa coisa onde estávamos. Vinnie, Gene e Paul. [...] Na minha humilde opinião, no fundo do meu coração, no meu mundo privado da minha própria mente, acredito que houve um momento em que [...] poderia facilmente ter acontecido em que eu estaria de volta à banda."

Ainda, concluiu: "[Esta] é minha opinião. Não tome isso como a opinião de outra pessoa." Após o lançamento do disco, o músico foi acusado de ter abdicado um acordo e, depois disso, as chances de uma reunião eram inexistentes. 

+++LEIA MAIS: Paul Stanley ficou devastado quando Gene Simmons gravou clássico do Kiss que ele queria

Em entrevista à Guitar World em 2019, Simmons e Stanley foram enfaticamente contra a ideia de Vincent retornar ao Kiss. "Quantas vezes você quer ser processado antes de dizer que é o suficiente?", perguntou Simmons ao que Stanley concluiu: "Esse não é alguém que eu quero celebrar."

+++LEIA MAIS: Como Kiss escolheu o nome para a banda? Paul Stanley responde


+++ URIAS: 'AS PESSOAS ESTÃO COMEÇANDO A ENTENDER MAIS DE MIM' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL