Virada Cultural de São Paulo é adiada de maio para setembro como contenção do coronavírus

A Prefeitura da cidade anunciou medida de restrição de espaços públicos e privados

Redação Publicado em 18/03/2020, às 07h00

None
Virada Cultural de 2014 (Foto: Fabricio Vianna)

A Prefeitura de São Paulo decidiu nesta segunda, 16, adiar a Virada Cultural da cidade como reforço da medida de prevenção contra pandemia de coronavírus - covid-19. O evento estava marcado para a madrugada entre 30 e 31 de maio de 2020. Acontecerá em setembro - sem dia definido. Em 2019, a festa atraiu 5 milhões de pessoas.

A medida se encaixa na decisão do prefeito Bruno Covas de suspender “programas municipais que possam ensejar aglomeração de pessoas.” Entre os citados, estão ‘Ruas Abertas’, além da suspensão de museus, bibliotecas, teatros, centros culturais, parques e mais.

+++ LEIA MAIS: Ryan Reynolds doa US$ 1 milhão contra coronavírus - e consegue fazer disso uma piada com Hugh Jackman

Na última semana, a determinação em vigor cancelava eventos públicos. Na nova decisão, alvarás para “eventos privados que gerem aglomerações” também foram cancelados, e a Prefeitura não gerará novos por ora.

Com isso, quaisquer shows, eventos e feiras que acumulem 500 ou mais pessoas, de cunho público ou privado, deverão ser suspensos, adiados ou cancelados.

+++ GUNS N' ROSES: 11 FATOS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A BANDA