Virada Cultural: polícia prendeu nove pessoas durante o evento

Veja também números de coleta de lixo e fiscalização de ambulantes

Redação Publicado em 07/05/2012, às 18h03 - Atualizado às 18h43

O público do show do Titãs conferiu a banda tocar uma música jamais gravada, "Fala Renata"
Rogério Motoda

Nove pessoas foram presas em flagrante ao longo das 24 horas da 8ª edição da Virada Cultural de São Paulo, informou o site oficial da Polícia Militar. Entre o último sábado, 5, e domingo, 6, foram colocados cerca de 3.100 agentes militares para fazer a segurança da população na cidade. Quatro milhões de pessoas passaram pelas atrações da Virada.

Dentre os dados divulgados, foi informado que 1.141 pessoas foram abordadas. As prisões ocorreram por causa de uma tentativa de homicídio, um crime de estelionato e receptação, três por tráfico de entorpecentes, três roubos e um furto. Além disso, durante a vistoria de um ônibus, uma pessoa que já era procurada foi identificada. Uma arma de fogo foi apreendida e mais de 15 menores foram detidos. Não foi realizado um balanço dos registros de ocorrências de furtos e agressões, de acordo com a assessoria de imprensa.

Coleta de lixo

Em uma entrevista coletiva realizada na manhã desta segunda, 7, o prefeito Gilberto Kassab divulgou alguns dados relativos ao lixo gerado durante o evento. De acordo com o comunicado enviado posteriormente pela assessoria, por causa do aumento no perímetro da Virada e do número de lixeiras fixas a quantidade de resíduos coletada aumentou de 300 para 323 toneladas em comparação a 2011. Já a quantidade de matéria prima para reciclagem mais do que dobrou – foi para 22,5 toneladas.

Foram usados 243 caminhões para a coleta e transporte do lixo e 4.200 pessoas trabalharam na limpeza da cidade ao longo do fim de semana, além do pessoal de cinco cooperativas de reciclagem. O público tinha à disposição sete mil lixeiras.

Fiscalização

Eram cerca de 350 funcionários da Prefeitura para fiscalizar o que era vendido pelos estabelecimentos comerciais, ambulantes e os responsáveis pela limpeza. Foram recolhidos 36 mil itens vendidos ilegalmente (produtos piratas ou impróprios para consumo). Cerca de 4.820 litros de bebidas alcoólicas e 1.500 litros de vinho também foram apreendidos, além de uma máquina utilizada para lacrar garrafas que seriam reutilizadas na comercialização de bebidas irregulares, como o vinho químico.

Leia a cobertura completa da Virada Cultural nos textos abaixo.

Leia também