Viúva de Chris Cornell, Vicky processa Soundgarden por não pagar royalties

Segundo ela, a banda usou faixas de áudio de autoria do vocalista sem pedir autorização

Redação Publicado em 09/12/2019, às 14h36

None
Chris Cornell (Foto: Robert E Klein/AP)

Vicky Cornell esteve na corte federal da Flórida nesta segunda, 9, para assinar os documentos necessários para iniciar um processo contra Soundgarden, banda na qual seu ex-marido Chris Cornell foi vocalista até morrer em 2017. As informações são do Pitchfork. 

No processo, os advogados afirmam que a banda infringiu direitos de royalties e não a pagaram durante anos: “[a banda] envergonhadamente conspirou para deter ilegalmente centenas de milhares de dólares que, sem dúvida, pertencem à viúva e filhos menores de Chris.”

+++ LEIA MAIS: Soundgarden quer lançar disco final - mas para isso, precisa dos vocais de Chris Cornell 

Como explica o texto, isso aconteceu por uso e concessão de voz e material gravado por Chris quando ele ainda estava vivo. Para eles, o desvio do dinheiro veio de “uma tentativa ilegal de dobrar a Propriedade de Chris para entregar certas gravações criadas por Chris antes dele morrer [...] a autoria desses áudios era exclusivamente de Chris, contém os vocais dele, e eram um legado de seu Estado,” explica o texto.

Vicky foi ao Instagram desabafar sobre o assunto e esclarecer. Lamentou o fato de ocorrências do tipo serem “comuns” com viúvas de músicos, e se sentir “brava, triste e traída” com o Soundgarden

+++ LEIA MAIS: Viúva de Chris Cornell, Vicky mostra e-mail tocante enviado pelo músico: "Nada que nos separe vale a pena"

Explicou, ainda, que ofereceu esse material ao Soundgarden, “desde que fossem lançados de maneira a respeitar o legado e desejos de seu ex-esposo,  assim como incluir o produtor de confiança dele,” mas disse que a banda recusou.

+++ SCALENE SOBRE RESPIRO: 'UM PASSO PARA TRÁS, RESPIRAR E VER AS COISAS DE UMA FORMA NOVA'