Vocalista da banda Magic! compara o hit "Rude" ao clássico "I Want to Hold Your Hand", dos Beatles

Entenda como uma banda de reggae canadense desconhecida chegou ao topo das paradas com “Rude”

Nick Murray / Tradução: Ana Ban Publicado em 04/10/2014, às 12h58 - Atualizado às 13h22

A banda de reggae Magic!
Divulgação

A última temporada de verão do hemisfério norte teve uma boa dose de hits pop surpresa, mas nenhum foi mais inesperado do que “Rude”, do Magic!, o primeiro reggae a dominar as paradas desde “Get Busy”, de Sean Paul, em 2003. A história da faixa é quase tão bizarra quanto o sucesso dela. O líder da banda, Nasri Atweh, canadense de ascendência palestina, formava a metade da Messengers, uma dupla de compositores de Los Angeles que trabalhava para artistas como Justin Bieber, Shakira e The Wanted.

45 anos depois, entenda os mistérios por trás da capa de Abbey Road.

Mas passar dias polindo músicas dos outros o levou a uma crise espiritual e conduziu Atweh ao reggae. “As pessoas diziam: ‘Você está destruindo a sua carreira de compositor’”, conta ele. “Mas eu não sinto que vim para este planeta para fazer dinheiro.” Ele formou o Magic! em 2012, com a ideia de criar “um Wailers, Police, No Doubt, UB40 dos dias de hoje, em que se mistura tudo, mas o reggae é sempre o elemento prevalente.”

“Rude” começou como canção de rock, mas transformou-se em um “reggae completo”. O Magic! sabia que tinha algo especial nas mãos. “[A música] sempre me lembrou os Beatles”, diz Atweh. “É igual a ‘I Want to Hold Your Hand’ – uma coisa que gruda no ouvido, da maneira tradicional.”

Os trabalhos das celebridades antes da fama.

Como os sucessos de reggae andam escassos, a vontade de Atweh é levar o gênero a novos lugares. “Acho que as pessoas pensam que o reggae é um tipo de truque”, diz Atweh. “Esperamos ser a próxima banda que faz ótimas músicas e que vá acabar com esse tipo do estereótipo do jamaicano alegre e despreocupado.”

Ouça o hit "Rude" abaixo.