Vocalista de banda de metal polonesa pode ser preso por rasgar a Bíblia

Adam Darski, conhecido como Nergal, pode ser punido com dois anos de prisão

redação Publicado em 30/10/2012, às 16h54 - Atualizado às 20h04

Adam Darski "Nergal", da banda Behemoth
Divulgação

O polonês Adam Darski, que quando está no palco assume a persona de Nergal, líder da banda de death metal Behemoth, pode passar os dois próximos anos preso caso seja condenado por ter rasgado um exemplar da Bíblia no palco, em 2007. As informações são da agência de notícias Reuters.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Na ocasião, Nergal (nome oriundo de uma divindade que representava a morte para os mesopotâmios) chamou a Bíblia de mentirosa e disse que a Igreja Católica Romana era uma “seita criminosa”.

Apesar de o músico alegar que sua intenção nunca foi ofender ninguém diretamente, ele será levado ao Tribunal de Primeira Instância por ofender os sentimentos religiosos – a Polônia, segundo o artigo, é um dos mais católicos países da Europa e, claro, local de nascimento do Papa João Paulo II.

Caso Darski seja condenado, sua sentença será de no máximo dois anos de prisão. O advogado do músico, Jacek Potulski, questiona o sistema judiciário do país por aceitar esse tipo de acusação. “[A decisão] é negativa e restringe a liberdade de expressão” disse. “Ainda estamos argumentando que a arte permite declarações mais críticas e radicais.”