Vocalista do Franz Ferdinand lamenta associação do nome da banda ao assassinato do general iraniano Qassim Suleimani; entenda

Com a aprovação de Donald Trump, o comandante militar foi morto na manhã desta sexta, 3

Rolling Stone EUA Publicado em 03/01/2020, às 16h18

None
Alex Kapranos, vocalista do Franz Ferdinand (Foto: Charles Sykes/Invision/AP)

Alex Kapranos, vocalista do Franz Ferdinand, publicou nas redes sociais, com grande desânimo, uma resposta ao perceber que o nome da banda havia ganhado posição de destaque nos tópicos mais comentados do Twitter após o assassinato do comandante militar iraniano Qassim Suleimani na manhã desta sexta, 3.

"Não é dessa forma que eu queria ver o nome da minha banda nos tópicos mais comentados do Twitter", escreveu o músico.

+++Leia mais: Vocalista do Franz Ferdinand fala sobre a energia da plateia brasileira e conta o segredo para ser relevante no mundo da música

Veja abaixo o tuíte.

E em resposta ao comentário de um usuário que disse "estranho nome para se escolher então", o vocalista escreveu: "Presumi, de forma ingênua, que a história seria útil para nos ensinar a melhorar, não para ser repetida".

Mas afinal, por que o nome do grupo ganhou esse destaque nesse momento de tensão mundial?

Simplesmente porque usuários do Twitter começaram a publicar comparações entre a morte do líder iraniano e o assassinato do Arquiduque Francisco Ferdinando (Franz Ferdinand em inglês), austro-húngaro morto em Sarajevo em 1914, atentado que serviu basicamente como a força motora para aquilo que se tornaria a 1ª Guerra Mundia.


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'