Acusado de pedofilia, vocalista do Lostprophets ficará sob custódia até março

Ian Watkins, de 35 anos, responde por crime sexual e posse e distribuição de fotos de crianças

Redação Publicado em 01/01/2013, às 16h31 - Atualizado às 18h29

Ian Watkins, da banda Lostprophets
AP

A custódia de Ian Watkins, iniciada em 19 de dezembro, será estendida até o dia 11 de março. O músico é acusado de crime sexual ao lado de duas mulheres de 20 a 30 anos, cujas identidades são mantidas sob sigilo judicial. As informações são da BBC.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

O vocalista da banda Lostprophets de 35 anos teve que aparecer diante da corte de Cardiff, País de Gales, nesta segunda, 31, via videoconferência.

Watkins é acusado de atividade sexual com uma menina de 13 anos, tentativa de estupro de uma criança de um ano e ainda tem outras quatro acusações por posse e distribuição de imagens indecentes de crianças. As evidências datam de março a dezembro de 2012.

De acordo com o Daily Mail, os três acusados foram ouvidos por cerca de 10 minutos, em uma audição preliminar do processo legal.