Vocalista do Lostprophets nega acusações de pedofilia

Ian Watkins declarou-se inocente em depoimento à corte de Cardiff

Redação Publicado em 03/06/2013, às 14h45 - Atualizado às 14h50

Ian Watkins, da banda Lostprophets
AP

Acusado de pedofilia em dezembro do ano passado, Ian Watkins, 35, vocalista da banda galesa Lostprophets, declarou-se inocente. Em depoimento para a corte de Cardiff, nos País de Gales, ele negou que tenha se envolvido sexualmente com menores de idade.

As acusações eram de que o músico havia desde 2007 não apenas tido relações com uma menina de 13 anos como também que feito apologia à pedofilia e produzido e distribuido imagens impróprias de crianças. Watkins garante que é inocente e que continuará brigando para limpar seu nome.

Depois de aberto o processo jurídico, o réu esteve sob custódia que durou até meados de março. O Lostprophets, banda que fundou em 1997, lançou disco em abril do ano passado, mas permanece inativa enquanto o vocalista tenta se desvencilhar dos entraves legais.