Vocalista do Poison interrompe show solo para receber atendimento médico

Paramédicos constataram que o nível de açúcar no sangue de Bret Michaels, diabético desde a infância, estava extremamente baixo

Rolling Stone EUA Publicado em 30/05/2014, às 12h18 - Atualizado às 12h32

Bret Michaels
Evan Agostini/AP

Bret Michaels precisou ser atendido por uma equipe médica de emergência na quinta-feira, 29, logo após interromper um show em New Hampshire, nos Estados Unidos. Foi constatado que o nível de glicose no sangue dele estava extremamente baixo. As informações são da agência de notícias Associated Press. O vocalista, que combate a diabetes desde a infância, deixou o palco após três músicas e passou noite sendo monitorado pelos paramédicos.

Bret Michaels volta ao hospital e descobre buraco no coração.

Pete Evick, guitarrista de Michaels, confirmou o estado de saúde do músico no site oficial do vocalista. “Em nove anos que tenho estado ao lado dele, nunca o vi uma expressão daquela no rosto dele, como se eu fosse um completo estranho”, disse Evick. “Um dos integrantes da produção me avisou na hora que o nível de açúcar no sangue de Bret estava extremamente baixo e avisou ao público que o show não poderia continuar. Como todos vocês sabem, ele é cuidadoso com a saúde e monitora constantemente o nível de açúcar no sangue, mas praticamente precisou ser arrastado para fora do palco por conta da sua condição.”

Evick diz que o estado de saúde do cantor era tão ruim que “ele mal conseguia falar”, embora tenha insistido para que pedissem desculpas aos fãs. A produção de Michael também agradeceu aos médicos através do Twitter. “Um muito obrigado aos dois paramédicos que ajudaram Bret nesta noite”, escreveu a equipe. “Nenhuma palavra pode agradecê-los o bastante.”

Michaels luta contra um numerosos problemas de saúde nos últimos anos. No início de 2011, o vocalista do Poison precisou passar por um procedimento cirúrgico para reparar um buraco em seu coração – um problema que existia desde o nascimento, mas só foi descoberto em 2010, quando o músico foi internado ao sofrer uma hemorragia cerebral. Ainda assim, ele se manteve musicalmente ativo e, em 2013, lançou um disco solo cheio de colaborações especiais chamado Jammin' With Friends.