Warner Bros. faz acordo para compensar cineastas por lançamentos no HBO Max

O estúdio facilitará a participação de funcionários nos lucros das produções

Redação Publicado em 11/01/2021, às 13h28

None
Logo da Warner Bros. (Foto: Divulgação)

Após ser alvo de críticas de Christopher Nolan e James Gunn, a Warner Bros. fez um acordo para minimizar o impacto da decisão de lançar os filmes programados para 2021 simultaneamente nos cinemas e na HBO Max. (Via Omelete)

Segundo informações do site Bloomberg, a Warner Bros.  alterou alguns termos de contrato para facilitar a participação dos funcionários nos lucros das produções. Para isso, o estúdio diminuirá pela metade o valor necessário para receber o bônus. 

O novo acordo valerá para os profissionais que já tinham a cláusula de participação nos lucros no contrato, mas o estúdio também aumentará o número de funcionários que poderão se beneficiar com o termo.

Além de Mulher Maravilha 1984, que estreou no dia 25 de dezembro, a Warner possui mais 13 lançamentos programados para os cinemas e a plataforma de streaming. 

São eles: The Little Things, Judas and the Black Messiah, Tom & Jerry: o Filme, Mortal Kombat, Those Who Wish Me Dead, Invocação do Mal 3, Em um Bairro de Nova York, Space Jam: Um Novo Legado, Reminiscence, Malignant, The Many Saints of Newark, King Richard e Cry Macho.

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ CYNTHIA LUZ | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL