Warner queria Mulher-Maravilha 'cortando cabeças e sendo violenta', diz Patty Jenkins

No final das contas, personagem ficou mais próxima da visão de Jenkins

Redação Publicado em 05/01/2021, às 13h43

None
Gal Gadot em Mulher-Maravilha (Foto: Warner/Reprodução)

Originalmente, a Mulher-Maravilha de Gal Gadot teria comportamentos e personalidade mais próximos a Batman vs Superman, mas com a contratação de Patty Jenkins para dirigir o filme solo da heroína, que estreou em 2017, as coisas seguiram um tanto quanto diferentes. De acordo com a cineasta, a Warner queria a personagem "cortando cabeças e sendo violenta". A informação é do CinePOP.

Antes de Mulher-Maravilha ser lançado e arrecadar mais de US$ 800 milhões na bilheteria mundial, o estúdio não tinha muita fé no planejamento de Patty Jenkins. "Quando me convidaram, eles queriam me contratar apenas como uma imagem feminina, mas o filme seria feito com a história e a visão que eles queriam. E as minhas ideias? Eles nem leram o roteiro que eu apresentei", disse a diretora em entrevista para o podcast WTF.

+++LEIA MAIS: DC planeja duas 'sagas de filmes' do Batman: uma com Michael Keaton e outra com Robert Pattinson

Ela continuou: "Eles queriam algo mais parecido com Batman vs Superman e havia muita desconfiança nos bastidores, porque eles não queriam ir por um caminho diferente [do que já estava planejado]."

Jenkins também falou que os problemas continuaram mesmo depois dela ter assinado contrato. Mesmo depois que eu fui contratada, eles queriam fazer do jeito deles, mas eu insisti e disse que nenhuma mulher queria ver o que eles estavam idealizando. Era tipo… Diana cortando cabeças e sendo violenta", relembrou. "Eu acho que a Warner ainda estava tentando descobrir por qual caminho seguir, na época."


+++ CYNTHIA LUZ | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes