Whitney Houston: combinação de afogamento, problema no coração e uso de cocaína matou a cantora

Autoridades afirmaram que cinco tipos de substâncias foram encontradas no corpo de Whitney

Redação Publicado em 22/03/2012, às 18h36 - Atualizado às 19h07

Whitney Houston
AP

Whitney Houston morreu em decorrência de afogamento, combinado com um problema no coração e uso de cocaína, informaram os legistas responsáveis pela autópsia da cantora, em Los Angeles.

De acordo com o exame toxicológico, além de cocaína, também foram encontrados no corpo de Whitney maconha e medicamentos controlados (Xanax, Flexeril e Benadryl), mas estes não contribuíram para a morte da artista, que, segundo o relatório, foi um acidente.

As dez performances mais impactantes de Whitney Houston

A cocaína teria contribuído para que a cantora tivesse um mal funcionamento do coração - ela foi diagnosticada com aterosclerose pelos legistas - enquanto estava na banheira; ela então perdeu a consciência e acabou com o rosto submerso, morrendo por afogamento.

Whitney Houston morreu aos 48 anos no último dia 11 de fevereiro, horas antes de participar de uma festa pré-Grammy. A cantora deixou uma filha, Bobbi Kristina, 19 anos, fruto de seu relacionamento com Bobby Brown.

A carreira da diva em fotos

Assista à última performance ao vivo da cantora