Roger Daltrey, do The Who, prevê que em breve não poderá mais cantar

Aos 75 anos, o vocalista acredita que é uma questão de tempo até perder de vez a voz

Redação Publicado em 04/07/2019, às 09h59

None
Roger Daltrey (Foto: Press Association via AP Images)

Roger Daltrey, o vocalista do The Who, acredita que a chegada dos 80 anos trará um grande problema para a sua carreira musical.

Aos 75, ele se mantém firme para a próxima apresentação da banda no icônico estádio de Wembley, em Londres, que será realizada no próximo sábado, 6. No entanto, em uma entrevista à Billboard, ele afirma que é uma questão de tempo até perder a voz.

+++Leia mais:Roger Daltrey, do The Who, conta porque Pete Townshend quebrava guitarras nos shows

"Com certeza nos próximos cinco anos acredito que a minha voz vá embora", disse. "Mas ela ainda está aqui por enquanto."

Daltrey não descarta a hipótese de realizar mais shows no próximo ano. "Estamos chegando ao crepúsculo da nossa carreira ao vivo, e fico feliz que ainda conseguimos fazer algo desse tipo antes que o nosso momento chegue", ele admitiu.

The Who está trabalhando em seu primeiro disco desde 2006, e o vocalista também era um dos que carregava o ceticismo inicial em relação ao projeto. Agora, ele mudou de ideia está "incrivelmente otimista" para o lançamento do 12º álbum de estúdio da banda.

As faixas surgiram com o guitarrista Pete Townshend, e Daltrey achou que seria um trabalho solo muito bom do colega. Até insistiu nessa ideia, “mas ele queria que fosse um disco do The Who", contou.

“Eu peguei e escutei as músicas, e escutei de novo, até ter algumas ideias. [Pete] me deixou à vontade para mudar algumas coisas [...] e me deu liberdade melódica. Devo dizer que, depois de ter sido muito cético, estou incrivelmente otimista. Acho que fizemos o nosso melhor álbum desde Quadrophenia(1973)", concluiu.

+++ SESSION ROLLING STONE: Cynthia Luz acredita no amor puro com "Não Sou Sem Nós"