Wikileaks vaza roteiro e critica filme sobre Julian Assange

Site descreveu o filme de Bill Condon como “irresponsável, contra produtivo e prejudicial”

Redação Publicado em 23/09/2013, às 12h12 - Atualizado às 12h19

O Quinto Poder
Reprodução

Embora apenas em outubro chegue aos cinemas o filme O Quinto Poder, sobre Julian Assange e seu Wikileaks, o roteiro já foi vazado na internet – exatamente pelo famoso site acostumado a publicar documentos confidenciais. O ato foi uma crítica ao longa considerado “irresponsável, contra produtivo e prejudicial”.

20 anos da internet: veja dez filmes sobre a web.

Um documento publicado anexo ao roteiro vazado aponta as falhas do filme que pretende narrar a história do ciberativista australiano que revolucionou a mídia e é perseguido pelo governo norte-americano por vazar documentos secretos.

Julian Assange: em prisão domiciliar na Inglaterra, o fundador do WikiLeaks abre o jogo sobre sua batalha com o NY Times, seu período na solitária e o futuro do jornalismo.

As críticas abrangem desde questões amplas, como se o Wikileaks teria ou não causado dano ao governo norte-americano, até detalhes superficiais da história. “Julian Assange não pinta ou descolore seu cabelo branco, como alega o filme”, diz trecho do documento.

“Ele foi um pioneiro”, diz Bill Condon sobre Julian Assange.

O Quinto Poder tem direção de Bill Condon (Dreamgirls) e Benedict Cumberbatch no papel de Assange. O filme estreia nos cinemas brasileiros dia 25 de outubro, mas antes, no dia 26 de setembro, ele será exibido no Festival do Rio.