Will.i.am e Diddy tiram do YouTube vídeo sobre Megaupload

O serviço pode ter usado imagens dos artistas para promover o produto sem a permissão deles

Matthew Perpetua Publicado em 13/12/2011, às 12h15 - Atualizado às 16h43

Will.i.am
AP

Um vídeo mostrando imagens de artistas como Will.i.am (Black Eyed Peas), Sean "Diddy" Combs e Kim Kardashian aparentemente apoiando o site de vídeos e música Megaupload foi removido do YouTube. A informação é do site da revista The Hollywood Repórter.

O Universal Music Group enviou diversas notificações para que o conteúdo fosse removido, assim como algumas das estrelas do vídeo. Parece que esse material, conhecido como "Megaupload Mega Song", pode ter sido montado sem o conhecimento ou permissão dos donos das imagens.

Apesar de todos os pedidos para tirar o vídeo do ar, a empresa, baseada em Hong Kong, insistia que todo o conteúdo era legítimo. "Sejamos claros. Nada na nossa música ou vídeo pertence ao Universal Music Group. Assinamos acordos com todos os artistas promovendo o Megaupload", disse o CEO David Robb ao site TorrentFreak. "Infelizmente, estamos sendo atacados e estigmatizados como uma “operação perigosa” por organizações como RIAA e MPAA."

O advogado do Megaupload, Ian Rothken, entrou com um processo contra o UMG afirmando que Will.i.am e os outros artistas no clipe consentiram sim em promover o serviço deles e em aparecer no vídeo. "O UMG não pesquisou direito antes de mandar a ordem pedindo para tirar o serviço do ar", Rothken escreveu. "Cada um daqueles artistas, incluindo Will.i.am, assinou um contrato autorizando o uso de suas imagens e de suas declarações no contexto do vídeo"