Pulse

Woodstock 50 perde espaço onde seria realizado

Faltando dois meses para o evento, a edição de 50 anos do festival não poderá ser sediada no Autódromo Watkins Glen, em Nova York

Rolling Stone EUA Publicado em 11/06/2019, às 10h12

None
Pôster do Woodstock 50 (Foto: Divulgação)

O Woodstock 50 divulgou uma nota sobre a mudança do local que sediará a edição comemorativa do festival em agosto.

Gregory Peck, um dos principais organizadores, declarou que o evento não será mais realizado no Autódromo Watkins Glen. "Já estamos cogitando outro espaço para sediar o Woodstock 50 entre os dias 16 e 18 de agosto e vamos compartilhar com vocês assim que os ingressos começarem a ser vendidos, nas próximas semanas.”

Faltando cerca de dois meses para a comemoração de meia década do evento original, o espaço optou por encerrar o contrato com os organizadores.

"A Watkins Glen International encerrou a licença para o Woodstock nos termos das cláusulas do contrato", afirmou um representante do Autódromo. “Como tal, não seremos anfitriões do Festival Woodstock 50.”

Pouco depois, a produtora CID Entertainment disse à Billboard que também não participaria mais do festival. “A CID Entertainment havia sido contratada para fornecer camping, pacotes de viagem e transporte para o Woodstock 50. Dada a evolução dos fatos, podemos confirmar que não estamos mais envolvidos no projeto”, disse a empresa.

Nas últimas seis semanas, o festival enfrentou alguns obstáculos inesperados. Poucos dias depois de perder a Dentsu Aegis Network’s Amplifi Live, seu principal investidor financeiro, a produtora Superfly também abandonou a empreitada.

Apesar dessas perdas, os organizadores do evento encontraram outra parceira: a Oppenheimer & Co, uma empresa de bancos e investimentos de Nova York.

Com o novo investimento, Michael Lang, co-fundador do icônico Woodstock, afirmou que o show vai continuar: "Estamos ansiosos para fazer um festival incrível."

+++Rocketman, Bohemian Rhapsody e mais: as maiores cinebiografias de todos os tempos