Pulse

Yoko Ono, Linda McCartney e mais: 6 musas que inspiraram grandes astros do rock

John Lennon e Paul McCartney são alguns exemplos de astros do rock que se inspiraram nas histórias de amor da vida real para compor músicas

Julia Harumi Morita Publicado em 24/11/2019, às 12h00

None
Paul McCartney, Linda McCartney, Yoko Ono e John Lennon (Arte: Julia Harumi Morita)

As musas sempre existiram, seja no rock and roll, jazz ou qualquer outro gênero musical. A busca interminável dos músicos por inspiração frequentemente encontra um caminho próspero no amor, seja ele platônico, proibido ou descaradamente declarado.

E, sim, nós sabemos que a criação da imagem de uma mulher de beleza inatingível e de grandeza inexplicável é um resultado da sociedade patriarcal e muitas vezes reduz a trajetória artística de mulheres - como Yoko Ono e Linda McCartney - para dar ênfase ao título de musa inspiradora de algum músico.

Mas, por outro lado, é interessante descobrir quem foram essas mulheres capazes de provocar os mais profundos sentimentos de grandes músicos da história que transformaram as histórias de amor da vida real em letras e melodias de canções que até hoje aquecem nossos corações.

Por isso, separamos seis musas que inspiraram grandes astros do rock. Confira:

Bebe Buell


Nos anos 1970, Bebe Buell fez amizade com Patti Smith e conquistou inúmeras estrelas do rock. Em entrevista à Rolling Stone EUA, Bebe revelou que os quatro primeiros encontros que teve foram com ninguém menos do que Todd Rundgren, David Bowie, Iggy Pop e Mick Jagger A cantora e modelo ainda namorou Elvis Costello, Jimmy Page e Steven Tyler, com quem teve uma filha, Liv Tyler.

Já na carreira, Bebe se destaca pelo discos solo Retrossexual e Baring It All: Greetings from Nashbury Park.  Também publicou  Rebel Heart: An American Rock and Roll Journey, livro no qual conta sua trajetória e explora a cena nova-iorquina dos anos 1970 e 1980. (Foto: Reprodução / Instagram)


Françoise Hardy


Após ver uma performance da cantora francesa Françoise Hardy na televisão, Bob Dylan se apaixonou pela artista sem ao menos conhecê-la pessoalmente e passou escrever cartas de amor para ela. Segundo a Pitchfork, o cantor dedicou para ela a canção “Untitled 2”, do disco Another Side of Bob Dylan.

Ma,s muito além de ser apenas a musa de Dylan, Françoise teve grande destaque na carreira musical. Ganhou fama nos anos 1960 com o disco Tous les garçons et les filles e hoje é considerada um verdadeiro ícone da música e da moda francesa. (Foto: Reprodução)


Linda McCartney 



As musas inspiradoras não se limitam apenas em amores passageiros ou platônicos. Paul McCartney é um exemplo de músico que dedicou diversas canções ao amor da vida dele. Linda e Paul se casaram em 1969 e viveram juntos até o fim da vida da fotógrafa, que morreu por consequência do câncer de mama em 1998. Entre as músicas escritas para Linda estão:  “Maybe I’m Amazed”, “My Love”, “We Got Married” e “Golden Earth Girl”.

Linda teve uma carreira notável como fotógrafa e ficou conhecida por fazer retratos de celebridades como Aretha Franklin, Jimi Hendrix e os Rollings Stones. Além disso, também compôs músicas quando fazia parte da banda Paul McCartney and Wings e foi uma importante voz no ativismo pelos direitos dos animais. (Foto: AP)


Mary Austin


Mary Austin e Freddie Mercury namoraram por cinco anos e até chegaram a ficar noivos durante esse período, mas o casamento nunca aconteceu e logo após o término do noivado o cantor assumiu publicamente a homossexualidade. Porém, a relação dos dois melhores amigos ia além de um envolvimento amoroso e durou até o final da vida de Mercury em 1991.

Em diversas entrevistas, Mercury afirmou que nunca se apaixonou por um homem da mesma maneira que se apaixonou por Mary. E foi para ela que o vocalista do Queendedicou a famosa canção de amor “Love of My Life”. Além disso, existe uma teoria de que Mary também foi a inspiração para o hit “Bohemian Rhapsody”. (Foto: Reprodução)


Pattie Boyd


Apesar de não ter tanta popularidade como Johne Yoko ou Paul e Linda; George Harrison também teve uma história de amor notável com Pattie Boyd. Os dois foram casados por mais de 10 anos e, segundo Harrison, Pattie foi a inspiração para compor “Something”, uma das músicas mais famosas dos Beatles e considerada uma das melhores canções de amor por Frank Sinatra.

Quem conhece a história do casal sabe que Pattie também encantou um dos melhores amigos de Harrison, Eric Clapton. O guitarrista do Cream escreveu para ela a canção “Layla” quando os dois ainda eram casados. Anos mais tarde, após o divórcio com Harrison, Pattie se casou com Clapton e os dois viveram juntos durante 10 anos. (Foto: AP)


Yoko Ono


Não poderíamos deixar de fora a musa de John Lennon, Yoko Ono. O casal se conheceu durante a década de 1960 e se tornou um símbolo do ativismo à favor da paz mundial. Lennon escreveu para a esposa inúmeras canções, entre elas: “Dear Yoko”, “I’m Losing You”, “Oh Yoko” e “The Ballad of John and Yoko”.

Mesmo depois de Paul McCartney admitir que Yoko não separou os Beatles , ela ainda carrega a fama de ser a culpada pelo fim do quarteto britânico, o que muitas vezes  impede o reconhecimento da carreira artística e a influência dela sobre a cultura pop. (Foto: AP)