Pulse

Yoko Ono queria que Elton John finalizasse as fitas deixadas por John Lennon ao morrer, mas ele se recusou

"Terminar as músicas que John [Lennon] havia começado a escrever... Eu não seria tão presunçoso", relatou o cantor de "Rocket Man"

Redação Publicado em 28/11/2019, às 11h02

None
John Lennon e Yoko Ono (Foto: AP)

Muito próximo de John Lennon, Elton John revelou que, pouco tempo depois da morte do ex-Beatle, em dezembro de 1980, ele e Yoko Ono tiveram uma pequena discussão, reforçando que se sentiu "péssimo" com a situação.

"Ela disse que precisava conversar comigo, que era urgente, que eu deveria pegar um avião para Nova York imediatamente", escreveu o cantor no livro Me: Elton John. "E então eu fui!"

+++LEIA MAIS: Elton John confundiu Bob Dylan com jardineiro em festa dos anos 1980

"Ela me disse que havia encontrado várias fitas inacabadas que estavam sendo produzidas por John [Lennon] antes de morrer", ele continuou. "Ela me perguntou se eu as completaria, para que elas pudessem ser lançadas."

No entanto, Elton John disse que "simplesmente não queria" fazer isso, pois sentia que era "muito cedo" para dar continuidade ao trabalho de John Lennon.

"Na verdade, eu não achava que fosse a hora certa", acrescentou. "Terminar as músicas que ele havia começado a escrever... Eu não seria tão presunçoso."

"E a ideia de ter a minha voz no mesmo disco que ele - achei horrível", ele continuou. "Yoko era insistente, mas eu também."

+++LEIA MAIS: Elton John lembra de Michael Jackson como "uma pessoa perturbadora" em autobiografia

O cantor de "Rocket Man" disse que se sentiu "péssimo" depois da "reunião desconfortável" com Yoko Ono. "Ela pensou que estava honrando o legado de John [Lennon], tentando cumprir os desejos dele, e eu me recusei a ajudá-la", relatou.

"Eu sabia que estava certo, mas isso não tornava a situação menos deprimente", disse ele sobre o choque de opiniões entre eles.

Por fim, Yoko Ono deixou as músicas como estavam e as lançou no álbum Milk and Honey, em 1984.