YouTube promove concurso de curtas; brasileiros podem participar

Vencedor vai levar 5 mil dólares e conhecer executivos de um grande estúdio (e abandonar, talvez, o YouTube...); leia, ainda, matéria publicada na RS 03 sobre os milionários criadores de sites colaborativos

Da redação Publicado em 08/10/2007, às 00h00 - Atualizado às 16h27

O Google, companhia dona do site de vídeos mais famoso do mundo - o YouTube - anunciou nesta quarta-feira, 3, o concurso de curtas Project Direct. O Brasil é um dos sete países cuja produção é aceita na competição; os outros são Canadá, Espanha, Estados Unidos, Reino Unido, França e Itália.

São poucas as regras que envolvem a competição. O diretor deve ser maior de idade, e o tema do filme necessariamente tem de girar em torno da maturidade. Além disso, o vídeo deve conter a seguinte frase em algum dos diálogos: "I demand an explanation for these shenanigans. What do you have to say?". Em tradução livre: "Eu exijo uma explicação para essas travessuras. O que você tem a dizer?".

As inscrições vão até dia 9 de novembro. Após a data, o júri - que tem em sua banca Jason Reitman, diretor do filme Obrigado por Fumar (2005) - escolherá 20 finalistas. A votação para escolher o vencedor será aberta a todos os internautas, e acontecerá no próprio YouTube.

O vencedor leva 5 mil dólares e um convite - com tudo pago - para o festival Park City, que acontecerá em Utah, nos EUA. Além disso, o premiado conhecerá os executivos da Fox Searchlight (e dará, será, adeus ao espírito colaborativo youtubiano?).