Zack Snyder não queria copiar fórmula do MCU nos filmes da DC; entenda

Em entrevista, o cineasta falou sobre a abordagem própria nos filmes do Universo Estendido DC

Redação Publicado em 15/03/2021, às 18h42

None
Zack Snyder (Foto: Getty Images / Mike Coppola / Equipe)

Zack Snyder deu início à franquia de super-heróis da Warner Bros em 2013, com O Homem de Aço, e se afastou do envolvimento em 2017, após uma tragédia familiar e conflitos criativos. O cineasta ficou conhecido pela abordagem sombria e única - e, segundo ele, foi uma escolha proposital para não copiar a fórmula do MCU. As informações são do Screenrant.

A abordagem de Snyder dividiu fãs e críticas em O Homem de Aço (2013) e Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2016) - e em Liga da Justiça, a Warner interferiu nos planos do diretor para fazer um filme mais parecido com o MCU. Depois da saída do cineasta, o estúdio mudou significativamente a produção, e então começou uma reivindicação de 3 anos para o lançamento do Snyder Cut, que estreia, finalmente, em 18 de março de 2021.

+++LEIA MAIS: 6 melhores filmes dirigidos por Zack Snyder, segundo IMDb [LISTA]

Em entrevista ao The New York Times, Snyder explicou como estabeleceu bases para diferenciar os filmes da DC das produções do MCU: “A Marvel está fazendo outra coisa. Eles estão fazendo, no mais alto nível, esta popular comédia de ação com um coração, eles têm isso pregado. Um esforço para duplicar isso é uma loucura, porque eles são muito bons nisso. O que a DC tinha era mitologia em um nível épico, e íamos levá-los nesta jornada incrível. Francamente, eu era o único a dizer isso…”

O diretor também falou sobre não ter a vontade de mudar a maneira que cria os filmes: “Não sei como acertar uma bola diferente do que acertei. Um diretor tem uma habilidade - seu ponto de vista. Isso é tudo que você tem. Se você está tentando imitar outra maneira de fazer um filme, então você está em uma ladeira escorregadia.”

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

+++ LAGUM: 'BUSCAMOS SER GENUÍNOS' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL


+++MAIS SOBRE FILMES: Oscar 2021: Veja os indicados da 93ª edição da premiação

Adiada em quase dois meses por conta da pandemia de coronavírus, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas revelou os indicados da 93ª edição do Oscar - uma das maiores premiações de cinema - nesta segunda, 15. É a terceira vez que o evento foi adiado na história. Originalmente programado para 28 de fevereiro de 2021, o evento será transmitido em 25 de abril.

Também teve mudança na regra de elegibilidade dos filmes com extensão do prazo dos lançamentos. A cerimônia será de forma presencial e transmitida ao vivo de vários lugares, segundo comunicado oficial da Academia divulgado pela Reuters.

+++LEIA MAIS: 9 brasileiros que votam no Oscar - e como chegaram lá [LISTA]

Quem anunciou os indicados foi o casal Nick Jonas e Priyanka Chopra. Veja, abaixo, os nomeados ao Oscar 2021:


Melhor Atriz Coadjuvante

Maria Bakalova - Borat 2
Glenn Close - Era uma vez um sonho
Olivia Colman - The Father
Amanda Seyfried - Mank
Yuh-Jung Youn - Minari


Melhor Figurino

Emma
A Voz Suprema do Blues
Mank
Mulan
Pinóquio


Melhor Trilha Sonora Original

Destacamento Blood
Mank
Minari
Relatos do mundo
Soul


Melhor Roteiro Adaptado

Borat 2
The Father
Nomadland
One Night in Miami
O Tigre Branco


Melhor Roteiro original

Judas e o Messias Negro
Minari
Promising Young Woman
Som do Silêncio
Os 7 de Chicago


Melhor Curta-Metragem Animado

Burrow
Genius Loci
If Anything Happens I Love You
Opera
Yes-People


Melhor Curta-Metragem em Live Action

Feeling Through
The Letter Room
The Present
Two Distant Strangers
White Eye


Melhor Ator Coadjuvante

Sacha Baron Cohen - Os 7 de Chicago
Daniel Kaluuya- Judas e o Messias Negro
Leslie Odom Jr. - One Night in Miami
Paul Raci - Som do Silêncio
Lakeith Stanfield - Judas e o Messias Negro


Melhor Documentário

Collective
Crip Camp: Revolução pela Inclusão
The Mole Agent
Professor Polvo
Time


Melhor Documentário em Curta-Metragem

Colette, Mon Amour
A Concerto Is a Conversation
Do Not Split
Hunger Ward
A Love Song For Latasha


Melhor Filme Estrangeiro

Another Round
Better days
Collective
O Homem que Vendeu Sua Pele
Quo vadis, aida?


Melhor Design de Produção

The Father
A Voz Suprema do Blues
Mank
Relatos do mundo
Tenet


Melhor Edição

The Father
Nomadland
Promising Young Woman
Som do Silêncio
Os 7 de Chicago


Melhor Fotografia

Judas e o Messias Negro
Mank
Relatos do mundo
Nomadland
Os 7 de Chicago


Melhores Efeitos Visuais

Love and Monsters
O Céu da Meia-Noite
Mulan
The one and only Ivan
Tenet


Melhor Maquiagem e Penteados

Emma
Era uma vez um sonho
A Voz Suprema do Blues
Mank
Pinóquio


Melhor Animação

Dois Irmãos
A Caminho da Lua
Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca
Soul
Wolfwalkers


Melhor Canção Original

"Fight for You," cantada por H.E.R. - Judas e o Messias Negro
"Hear My Voice," por Celeste - Os 7 de Chicago
"Husavik," por Molly Sandén e Will Ferrell - Festival Eurovision da Canção: A Saga de Sigrit e Lars
"Io sì (Seen)," por Laura Pausini - La vita davanti a sé (The Life Ahead)
"Speak Now," por Leslie Odom Jr. - One Night In Miami


Melhor Ator

Riz Ahmed - Som do Silêncio
Chadwick Boseman - A Voz Suprema do Blues
Anthony Hopkins - The Father
Gary Oldman - Mank
Steven Yeun - Minari


Melhor Atriz

Viola Davis - A Voz Suprema do Blues
Andra Day - The United States vs. Billie Holiday
Vanessa Kirby - Pieces of a Woman
Frances McDormand - Nomadland
Carey Mulligan - Promising Young Woman


Melhor diretor

Thomas Vinterberg - Druk
David Fincher - Mank
Lee Isaac Chung - Minari
Chloé Zhao - Nomadland
Emerald Fennell - Promising Young Woman


Melhor Filme

The Father
Judas e o Messias Negro
Mank
Minari
Nomadland
Promising Young Woman
Som do Silêncio
Os 7 de Chicago