Bolsonaro defende fake news: 'Quem nunca contou uma mentirinha para a namorada?'

Na terça, 14, Bolsonaro afirmou que as fake news “fazem parte da nossa vida” e não precisam ser reguladas

Redação Publicado em 15/09/2021, às 11h24

None
Bolsonaro sorri durante discurso no lançamento do programa Programa Genomas (Foto: (Photo by Andressa Anholete/Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendeu as fake news na terça, 14, durante discurso feito na cerimônia de entrega do Prêmio Marechal Rondon de Comunicações. Em declaração, o chefe de Estado afirmou que as notícias falsas “fazem parte da nossa vida” e não precisam ser reguladas.

Segundo reportagem do UOL, Bolsonaro editou uma medida provisória que impede as redes sociais de apagarem conteúdo pela violação de regras, o que facilitaria a disseminação de fake news. Na terça, 14, contudo, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), decidiu devolver a MP.

+++LEIA MAIS: Sara Winter nega ser bolsonarista: 'Não existe direita no Brasil, existe fã do Bolsonaro'

O presidente justificou à defesa às notícias falsas em tom jocoso: "Fake news faz parte da nossa vida. Quem nunca contou uma mentirinha pra namorada? Se não contasse, a noite não iria acabar bem. Eu nunca menti para a dona Michelle [Bolsonaro, primeira-dama]."

Jair Bolsonaro continuou a falar sobre a MP e criticar a regulamentação das fake news: "Duvido quem apanha mais do que eu, mas em nenhum momento recorri ao judiciário para tentar reparar isso, porque eu entendo também que fake news é quase como um apelido. Se eu colocar um apelido no [Marcelo] Queiroga agora e ele ficar chateado, vai pegar isso aí."

+++LEIA MAIS: Fake news sobre vacina deixam indígenas com medo de virar jacaré, mostra documento

Segundo o presidente, a fake news "cai por si só. Não precisamos regular isso aí. Deixemos o povo à vontade." Bolsonaro também falou sobre a MP não se aplicar em outros casos, como pedofilia: "Isso não é fake news, isso é crime".

Conforme noticiado pelo UOL, o chefe de Estado falou diversas vezes em liberdade de expressão e liberdade de imprensa ao defender que as fake news não sejam reguladas: "No que depender de nós, jamais teremos qualquer medida visando censurá-la. Com todos os seus defeitos, é melhor ela [a imprensa] falando do que calada."

+++LEIA MAIS: Bolsonaristas falam em 'estado de sítio' que não ocorreu; assista aos vídeos