Bolsonaro recebe convite para exercício militar após desfile de blindados

O presidente Bolsonaro convidou autoridades para ver o desfile nesta terça, 10, dia que deputados decidem sobre voto impresso

Redação Publicado em 10/08/2021, às 09h55

None
Bolsonaro de máscara olha para o lado (Foto: Andre Coelho/Getty Images)

A Marinha fez um desfile de blindados e outros veículos militares nesta terça, 10, em frente ao Palácio do Planalto. Ao fim da parada, com duração de 10 minutos, Jair Bolsonaro (sem partido) recebeu um convite para assistir exercício militar que ocorre anualmente em Formosa, no entorno de Brasília.

Após o desfile realizado na frente do Planalto, Bolsonaro, que estava acompanhado de ministros do governo e dos comandantes de Exército, Marinha e Aeronáutica, recebeu o convite em mãos do alto da rampa do Palácio. O repórter da CBN, Brunno Melo, gavou parte da parada:

+++LEIA MAIS: 'Não aceitarei intimidações', diz Bolsonaro sobre inquérito do TSE

Conforme explicado pelo G1, o desfile já estava previsto para esta terça, 10, mas Bolsonaro convocou outras autoridades, inclusive os presidentes das Casas Legislativas e do Judiciário, para também receber os veículos militares.

Na convocação, Bolsonaro afirmou: "Sr. Presidente do ... STF, Câmara Federal, Senado, TCU, TSE, STJ, TST, Deputados, Senadores... : como ocorre desde 1988, a nossa Marinha realiza exercícios em Formosa/GO. Como a tropa vem do Rio, Brasília é passagem obrigatória. Muito me honraria sua presença amanhã na Presidência (08h30), onde receberei os cumprimentos da Força e lhes desejarei boa sorte na missão."

+++LEIA MAIS: Bolsonaro admite possível derrota de PEC do voto impresso: 'Barroso apavorou parlamentares'

O presidente assinou o convite como “Chefe Supremo das Forças Armadas”, o que também despertou atenção de políticos e internautas. Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da Covid, afirmou que "colocar tanques na rua" é “covardia”: “Os tanques não são seus, pertencem à Nação. Quer tentar golpe sr. Jair Bolsonaro? É o crime que falta para lhe colocarmos na cadeia.”

Desfile militar em meio à votação do Planalto

Conforme publicado pelo G1, o desfile militar acontece no dia em que deputados decidem sobre o voto impresso — e Bolsonaro acusa o sistema eletrônico de fraudulento há tempos, defendendo a mudança da votação.

+++LEIA MAIS: ‘Ou fazemos eleições limpas no Brasil ou não temos eleições’, ameaça Bolsonaro

Nas redes sociais, parlamentares viram o desfile como uma tentativa de intimidação. Segundo a coluna de Malu Gaspar no O Globo, o desfile de veículos serve como uma mensagem de que Bolsonaro não aceitará a derrota da PEC do voto impresso no plenário da Câmara.


+++ FIUK: 'TENHO ROCK NA VEIA DESDE CRIANÇA' | ENTREVISTA | RS