Bolsonaro vai ‘ficar refém do Centrão?’, provoca Lula

O ex-presidente Lula usou as redes sociais para apontar contradição de Bolsonaro, que atualmente se aproxima do Centrão

Redação Publicado em 27/07/2021, às 12h12

None
Montagem de Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: AP/Eliária Andrade /Agência o Globo/ GDA) e Jair Bolsonaro (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)

Em meio à aproximação de Jair Bolsonaro (sem partido) do Centrão, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) usou as redes sociais nesta terça, 27, para criticar contradição no discurso do Chefe de Estado.

Durante as eleições de 2018, Bolsonaro era contrário à aliança com o Centrão, mas nas últimas semanas esse cenário mudou. O presidente indicou um dos líderes do grupo, Ciro Nogueira, para a Casa Civil, e declarou “ser” do Centrão.

+++LEIA MAIS: ‘Bolsonaro, pare de ser chucro’, diz Lula após declarações do presidente sobre eleições

Segundo informações da Folha de S. Paulo, diante dos últimos acontecimentos, Lula publicou nas redes sociais: "E o Bolsonaro que ficava falando que ia acabar com a 'a velha política'... Qual é a nova política dele? Ficar refém do centrão? Não cumpriu uma coisa que ele falou".

O ex-presidente também governou com o apoio do Centrão — atitude criticada por Jair Bolsonaro antes e durante o mandato. Inclusive, em 2018, o atual ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, cantou durante uma convenção do PSL uma versão de música que exemplifica o posicionamento: "Se gritar pega Centrão, não fica um meu irmão", substituindo a palavra “ladrão” por “centrão”.

+++LEIA MAIS: Lula rebate Bolsonaro: 'Acha que eu tenho medo dele?'


Críticas de Lula a Bolsonaro

Lula usou as redes sociais para divulgar entrevista realizada para à Rádio Difusora de Goiás, e continuou a criticar o atual presidente Jair Bolsonaro: “Agora o Bolsonaro decidiu me copiar e começar a dar entrevista pra rádio. Eu acho até melhor porque pelo menos ele não fica mentindo desde a 5h da manhã. Agora tem que responder pra jornalista,” escreveu.

Um dia após Jair Bolsonarocomparar Mourão a um cunhado que “tem que aturar”, o ex-presidente escreveu sobre a importância da escolha do vice-chefe de Estado: "Um candidato a vice precisa ser parceiro. De confiança. Se eu for candidato, quero um vice que dê complementariedade nas funções do governo. Quero um vice atuante. E que seja uma pessoa que eu gosto, que eu vá dormir tranquilo. Sabendo que ele também vai cuidar do país."

+++LEIA MAIS: 70% dos brasileiros acreditam haver corrupção no governo Bolsonaro, aponta Datafolha

Nas redes sociais, Lula também ironizou pedidos feitos para ele tentar eleição de 2022 como vice de outro candidato: "Quem tá pedindo para eu ser candidato a vice deveria se lançar candidato a presidente...", escreveu. "Quem quiser evitar polarização, se candidate.


+++ RS TRENDING | CONHEÇA OLIVIA RODRIGO: VIDA, RECORDES, SOUR E MAIS!