Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Jair Bolsonaro assume o compromisso de respeitar o resultado das urnas durante entrevista ao Jornal Nacional

Candidato à Presidência, Jair Bolsonaro, participou de entrevista no Jornal Nacional com William Bonner e Renata Vasconcellos

Redação Publicado em 22/08/2022, às 19h56 - Atualizado às 21h24

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Jair Bolsonaro no 'Jornal Nacional' durante entrevista para a eleição presidencial de 2018 - João Cotta/TV Globo
Jair Bolsonaro no 'Jornal Nacional' durante entrevista para a eleição presidencial de 2018 - João Cotta/TV Globo

O presidente Jair Bolsonaro participou na noite desta segunda-feira, 22, da entrevista realizada pelo Jornal Nacional e os apresentadores William Bonner e Renata Vasconcellos. Em uma conversa de 40 minutos, Bolsonaro, candidato a presidente da República, falou sobre seus ataques ao TSE, questões relacionadas a pandemia e economia.

A primeira pergunta de Bonner foi relacionada aos ataques realizados pelo presidente contra o TSE e a sua postura diante do resultado das urnas.

"Eu respeito o resultado das urnas caso as eleições forem limpas", disse o candidato.

Bonner também menciona sobre a declaração do candidato direcionada ao presidente do STF, Alexandre de Moraes, em que ele teria o chamado de "canalha" e "filho da p*". Bolsonaro negou a acusação e afirmou que nunca xingou Moraes.

Durante a entrevista, os apresentadores também abordaram questões da pandemia do Covid-19 e Bolsonaro afirmou que o lockdown prejudicava o combate à doença e que teria sido a causa da queda da economia do país este ano.

Entre outros assuntos discutidos, Bolsonaro chegou a afirmar que as queimadas da Amazônia eram causadas pelos próprios agentes do Ibama.


Escândalos no MEC

Renata Vasconcellos questionou o candidato sobre seu critério de escolha para Ministros. A apresentadora se referiu a exoneração de Milton Ribeiro após suspeita de pagamento de propina para dois pastores.

Bolsonaro afirmou que não considerava aquilo um "escândalo" e que se surpreendeu com as atitudes de pessoas escolhidas para cargo.


Sabatina 

Para a série de conversas, a Globo convidou os cinco candidatos mais bem colocados na pesquisa divulgada pelo Datafolha divulgada em 28 de julho. Entre eles estão Ciro Gomes (PDT) que será recebido na terça-feira,23, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na quinta-feira e Simone Tebet (MDB), na sexta-feira. A ordem foi escolhida com sorteio.

Em 2018, a ida do presidente Jair Bolsonaro ao Jornal Nacional ficou marcada por situações em que o candidato falou sobre o divórcio dos apresentadores Willian Bonner e FátimaBernardes, comentou sobre o salário de Renata Vasconcellos e afirmou que o "kit gay" estava sendo distribuídos nas escolas. 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!