Caminhoneiros negam greve convocada por Sérgio Reis: ‘Não nos envolvemos com política’

Greve dos caminhoneiros supostamente aconteceria em 7 de setembro, em conjunto com manifestações convocadas por Bolsonaro

Redação Publicado em 16/08/2021, às 17h27

None
Caminhões parados em estacionamento (Foto: Samuel Aranda/Getty Images)

A promessa de greve dos caminhoneiros em 7 de setembro foi potencializada nas redes sociais no domingo, 15 de agosto. Segundo o Correio Braziliente, a paralisação deveria ocorrer em conjunto com manifestações convocadas por Jair Bolsonaro (sem partido) — lideranças dos caminhoneiros, contudo, negam a ação.

Em áudio e vídeo divulgados nas redes sociais, o cantor sertanejo e ex-deputado Sérgio Reis convocaria a grave nacional dos caminhoneiros como forma de protesto contra o Supremo Tribunal Federal (STF). A entidade do Poder Judiciário é alvo de ataques de Jair Bolsonaro.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro convoca 'contragolpe' em mensagem no WhatsApp, diz site

Em uma reunião em Brasília, Reis afirmou: "Nós vamos parar 72 horas. Se não fizer nada, nas próximas 72 horas, ninguém anda no País, não vai ter nem caminhão para trazer feijão para vocês aqui dentro."

O ex-deputado também ameaçou os ministros do Supremo Tribunal no vídeo: "Nada vai ser igual, nunca foi igual ao que vai acontecer em 7, 8, 9 e 10 de setembro, e se eles não obedecerem nosso pedido, eles vão ver como a cobra vai fumar, e ai do caminhoneiro que furar esse bloqueio," afirma Reis nas gravações.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro acusa inclusão em inquérito das fake news de ‘ilegal’ e ameaça resposta ‘fora da Constituição’

Caminhoneiros negam greve

O site Broadcast entrou em contato com líderes dos caminhoneiros para saber se, de fato, a greve irá acontecer. José Roberto Stringasci, presidente da Associação Nacional de Transporte do Brasil (ANTB), afirmou (via Correio Braziliense): "A grande maioria não vai participar, pelo menos dos nossos associados".

Wallace Landim, presidente da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava), também negou a paralisação: "Não nos envolvemos com política, nem a favor de governo ou contra governo, nem a favor do STF (Supremo Tribunal Federal) ou contra o STF."

+++LEIA MAIS: 4 fake news completamente absurdas das eleições de 2018: mamadeira erótica, ‘Jesus é Travesti’ e mais

Procurado pelo Correio Braziliense, Sérgio Reis não quis se manifestar ou confirmar a autoria do vídeo. O Ministério da Infraestrutura também não quis se manifestar sobre a suposta paralisação programada para 7 de setembro


+++ CONFIRA TUDO SOBRE A BANDA 5 SECONDS OF SUMMER!