Eduardo Bolsonaro toma vacina contra covid-19 e agradece: 'Graças ao governo Bolsonaro'

Defensor da cloroquina, remédio sem eficácia contra a covid-19, Eduardo Bolsonaro tomou vacina e compartilhou nas redes sociais

Redação Publicado em 26/08/2021, às 11h14

None
Ministro da Saúde Marcelo Queiroga aplica vacina contra covid-19 em Eduardo Bolsonaro (Foto: Reprodução/Instagram)

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) tomou vacina contra covid-19 na quarta, 25, e compartilhou o momento nas redes sociais. Desde o início da pandemia, o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendeu o uso da cloroquina, remédio sem eficácia contra o vírus, e, inclusive, mandou as pessoas “enfiarem a máscara no rabo”.

Segundo reportagem do O Globo, Eduardo Bolsonaro publicou o vídeo do momento da vacinação nas redes sociais. Na filmagem, o deputado federal aparece sem máscara e recebendo a dose do próprio ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

+++LEIA MAIS: Eduardo Bolsonaro ameaça: ‘Uma hora as ordens do STF não serão cumpridas’

Na legenda da publicação, Eduardo Bolsonaro escreveu que a vacinação foi possível “graças ao governo Bolsonaro”, e também citou alguns números da imunização da população brasileira:

“Graças ao Governo Bolsonaro e ao Ministério da Saúde, o Brasil bateu hoje a marca de 180 milhões de doses de vacinas aplicadas, com mais de 215 milhões já distribuídas. Toda vacina no Brasil foi comprada pelo governo Bolsonaro,” escreveu.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro afirma que contaminação por Covid-19 é mais eficaz que vacina

O deputado federal continuou: “Hoje também foi a minha vez, ao lado do próprio Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga”. Na legenda, diversos perfis comemoraram a imunização, e Queiroga respondeu: “Obrigado pela confiança”.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Eduardo Bolsonaro🇧🇷 (@bolsonarosp)

 

Declarações de Eduardo Bolsonaro sobre cloroquina 

O deputado federal é um grande defensor da cloroquina e do chamado “tratamento precoce”, que usa remédios sem eficácia contra a covid-19. Quando Jair Bolsonaro foi diagnosticado com a doença em 2020, Eduardo foi às redes defender o uso do medicamento:

+++LEIA MAIS: Eduardo Bolsonaro anuncia podcast de política: ‘Minha visão sobre o que acontece’

“O Presidente há de sair dessa, o tratamento com cloroquina é bastante eficaz no início da doença (e deveria estar disponível para todo brasileiro que necessitar),” compartilhou o deputado federal na época.

A defesa à cloroquina também foi compartilhada nas redes sociais em março de 2021, com a seguinte publicação: “Desconheço doença para a qual tratamento precoce seja pior do que tratamento com a doença em estágio mais avançado. Aqueles que proíbem o tratamento precoce de COVID são os verdadeiros genocidas. O tempo é o senhor da razão.”

+++LEIA MAIS: Mayra Pinheiro, a 'Capitã Cloroquina', recebe vacina contra Covid-19; internautas ironizam

Além de defender medidas sem eficácia contra a covid-19, o deputado federal atacou anteriormente o uso da máscara de proteção, comprovada como uma importante medida para barrar a doença.

Segundo o Globo, em live realizada em março de 2021, Eduardo Bolsonaro rebateu críticas que a comitiva brasileira que viajou a Israel recebeu sobre a falta do uso de máscara. No vídeo, o deputado falou:

+++LEIA MAIS: Eduardo Bolsonaro ironiza campanha do Fluminense contra LGBTQ+fobia; entenda

“Acho uma pena que essa imprensa mequetrefe que a gente tem aqui no Brasil fique dando conta de cobrir apenas a máscara. 'Ah, a máscara, está sem máscara, está com máscara'. Enfia no rabo gente, p*rra! A gente está lá trabalhando, ralando. Sabe o que é pegar aqui... 'Ai voou, foi pra Israel'. Chegamos em Israel cinco horas a mais que no Brasil, voo de três escalas. Chega lá você nem toma banho, às vezes, vai direto para os compromissos,” afirmou.


+++ CONFIRA TUDO SOBRE A BANDA 5 SECONDS OF SUMMER!