'Equivocada', diz Lula sobre prisão de ativista que pôs fogo em estátua do Borba Gato

Em entrevista, Lula criticou prisão do ativista Paulo Roberto da Silva Lima, responsável por incendiar estátua de Borba Gato, em São Paulo

Redação Publicado em 03/08/2021, às 12h00

None
Lula fala em entrevista coletiva após anulação das condenações em março de 2021 (Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) falou nesta terça, 3, em entrevista à rede TVT, sobre a ida à cadeia do ativista Paulo Roberto da Silva Lima, o Galo, que admitiu ter incendiado estátua de Borba Gato, em São Paulo. Segundo o ex-presidente, a prisão foi “equivocada” e “precipitada”.

Conforme noticiado pelo UOL, Lula afirmou que o ativista, que também trabalha como entregador de aplicativo, não deveria ter sido preso: "A prisão do Galo foi não só equivocada, precipitada, ou seja, me parece que alguém queria mostrar serviço, quando, na verdade, o Galo não deveria ter sido preso por ter queimado aquela estátua".

+++LEIA MAIS: Lula critica voto impresso: ‘Voltar para época dos dinossauros’

"Que você possa até fazer uma crítica ao comportamento do Galo, o que você não pode é deixar de discutir e achar que a solução é prender. A solução não é prender," continuou o ex-presidente.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Revolução Periférica (@revolucaoperiferica)

 

Fogo em Borba Gato

Em 24 de julho, a estátua do Borba Gato, em São Paulo, foi queimada como parte de um ato político do grupo Revolução Periférica. Paulo Roberto da Silva Lima se apresentou à polícia voluntariamente, na quarta, 28, e desde então está preso.

+++LEIA MAIS: Lula rebate Bolsonaro: 'Acha que eu tenho medo dele?'

A estátua, desde que foi inaugurada em 1960, gera polêmicas. O monumento homenageia Borba Gato, um dos integrantes do grupo de bandeirantes paulistas que escravizavam indígenas e negros.

Conforme divulgado pelo UOL, um levantamento do Instituto Pólis realizado em 2020 indicou que pelo menos 14 obras e monumentos em São Paulo são contestados devido às narrativas que abordam — e um deles é a estátua de Borba Gato.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro tem rejeição de 62% e perderia para Lula, Doria e Ciro no 2º turno


+++ FIUK: 'TENHO ROCK NA VEIA DESDE CRIANÇA' | ENTREVISTA | RS