Governo Bolsonaro celebra Dia do Agricultor com foto de homem armado

Para marcar o Dia do Agrocultor nesta quarta, 28, o governo Bolsonaro publicou uma foto de um homem armado - e propaganda gerou críticas

Redação Publicado em 28/07/2021, às 16h28

None
Foto de homem armado na publicação da Secom (Reprodução/Twitter)

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom) publicou uma propaganda nesta quarta, 28, para celebrar o Dia do Agricultor, comemorado no Brasil nesta data. Para comemorar, contudo, a publicação apresentou uma foto de um homem armado — e levou a críticas de perfis nas redes sociais.

Conforme noticiado pelo Estadão, a repercussão negativa da publicação levou o perfil da Secom a apagar a imagem, mas diversos internautas salvaram a foto. Ainda, um perfil indicou que a fotografia pode ser adquirida em um banco genérico de imagens, onde é nomeada "Silhueta de caçador carregando espingarda no ombro e observando" e pode ser comprada de R$ 45 a R$ 3 mil, dependendo de tamanho e resolução.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro perde apenas para Maduro na gestão da pandemia, dizem especialistas

Acompanhada da imagem, uma legenda relembrava uma lei sancionada por Jair Bolsonaro (sem partido) em setembro de 2019 "estendeu a posse de arma do proprietário rural a toda a sua propriedade".

Ao G1, a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) afirmou que "repudia totalmente essa postagem feita nas redes oficiais do governo e, enquanto representante dos agricultores e agricultoras familiares, expressa a sua indignação".

+++LEIA MAIS: Bolsonaro atacou imprensa 87 vezes no 1º semestre de 2021, diz ONG


Críticas

Segundo o Estadão, diversos perfis criticaram a imagem, assim como uma possível interpretação da fotografia como apoio à violência no campo. O ex-ministro Ciro Gomes (PDT), por exemplo, declarou que o governo faz a "simbologia do ódio e da morte em todos os espaços".

O deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP) também comentou sobre a publicação, e afirmou que o dia "não é da milícia rural". Atila Roque escreveu no Twitter: “O cartaz oficial celebrando o dia do agricultor traz a imagem de um homem armado. Faz sentido se o objetivo é celebrar a posição do país como um dos que mais comete violência no campo e mata ativistas e lideranças socioambientais, inclusive indígenas. Será que é isso?”

+++LEIA MAIS: 'Devo disputar, não posso garantir', diz Bolsonaro sobre eleições de 2022


+++ 15 ANOS DE GISELE BÜNDCHEN NA CAPA DA ROLLING STONE BRASIL | ENTREVISTA