Hidrelétricas podem parar de funcionar, diz Bolsonaro; entenda

Em transmissão nas redes sociais, Bolsonaro fez apelo à população para "apagar ponto de luz" em casa e evitar hidrelétricas de pararem

Redação Publicado em 27/08/2021, às 10h37

None
Jair Bolsonaro mexe em máscara durante visita a São Paulo em agosto de 2020 (Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)

Jair Bolsonaro (sem partido) fez apelo à população na quinta, 26, ao pedir para os cidadãos “apagarem um ponto de luz” para economizar energia. Segundo o presidente, as hidrelétricas podem parar devido à crise hídrica que atinge o Brasil.

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, Bolsonaro fez o pedido à população em live semanal transmitida nas redes sociais. O presidente ainda afirmou que o governo não aumenta a conta de luz “por maldade”.

+++LEIA MAIS: ‘Novo’ horário de verão, crise hídrica e aumento da conta de luz: qual é a situação energética brasileira?

"Fazer um apelo para você que está em casa. Tenho certeza de que você pode apagar um ponto de luz na sua casa agora. Peço esse favor a você, apague um ponto de luz agora", disse Bolsonaro.

O presidente continuou a falar: "Ajuda, assim, a economizar energia e água das hidrelétricas. E em grande parte dessas represas já estamos na casa de 10%, 15% de armazenamento. Estamos no limite do limite. Algumas vão deixar de funcionar se essa crise hidrológica continuar existindo", afirmou.

+++LEIA MAIS: 'Acabam me culpando por tudo', diz Bolsonaro sobre alta do preço da gasolina e gás

Devido à crise hídrica e os reservatórios das hidrelétricas vazios, o governo federal acionou as usinas termelétricas para a produção de energia, mas o valor sai mais caro. Com isso, a conta de luz ficou mais cara. Segundo o G1, a alta acumulada nas contas de luz chegou a 16,07%, quase o triplo da inflação

Em anúncio na quarta, 26, o ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque também divulgou um plano de descontos na conta de luz para os consumidores regulados (ligados a distribuidoras) residenciais e empresariais que se dispuserem, voluntariamente, a economizar energia.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro descarta retorno do horário de verão: ‘Não tem ganho financeiro’

Apesar da situação atual de crise hídrica e aumento da conta de luz, o governo federal rechaça o racionamento de energia elétrica.


+++ CONFIRA TUDO SOBRE A BANDA 5 SECONDS OF SUMMER!