Mano Brown e Lula discutem o que é direita: 'Segmento conservador que defende interesse dos ricos'

Em entrevista com Mano Brown, Lula falou sobre surgimento do PT e cenário atual da política brasileira

Redação Publicado em 09/09/2021, às 19h09 - Atualizado em 10/09/2021, às 16h42

None
Mano Brown (Foto: Daryan Dornelles) e Lula fala em entrevista coletiva após anulação das condenações em março de 2021 (Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)

Mano Brown, dos Racionais MC's, entrevistou o ex-presidente Lula (PT) em episódio do podcast Mano a Mano publicado na quinta, 9 de setembro. Entre as pautas da conversa, a dupla relembrou o início do Partido dos Trabalhadores (PT) e debateu o cenário político atual e futuro do Brasil.

Mano Brown demonstrou como desde novo enxergava o PT como uma possibilidade de mudança e tinha empatia com o partido, mesmo sem tanto conhecimento sobre política. Apesar disso, o rapper também levantou questões como a "branquitude" da esquerda e falta de investimento nas periferias.

+++ LEIA MAIS: Visita de Lula a Salvador surpreende pela 'semelhança' com campanha de 2002; veja

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por MANO BROWN (@manobrown)

 

Além disso, o músico aproveitou a conversa para fazer uma conexão do ex-presidente com o público mais novo. "Minha geração vê você como o candidato que perdeu três eleições, enquanto a nova geração te vê como a situação, o presidente. Você fez quase um milagre no Brasil, mas os jovens não te conhecem ainda," disse. "Ou me conhecem pelas últimas mentiras contadas," respondeu Lula.

O apresentador pediu para Lula definir de forma simples para os jovens a diferença entre esquerda e direita. O político respondeu: "A esquerda é um agrupamento político preocupado com a causa social e assistência aos oprimidos, enquanto a direita é um segmento conservador que defende interesse dos ricos. A esquerda tem compromisso social e a direita, com o conservadorismo."

+++ LEIA MAIS: Vitória de Lula em 2022 seria 'menos traumática' que reeleição de Bolsonaro, diz FHC

Ao discutir sobre o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Lula voltou a falar sobre a divisão política e criticou o posicionamento do presidente, comparando-o com Hitler e Mussolini: "O que está acontecendo no Brasil não é uma disputa de direita e esquerda. É entre fascistas e democracia. Bolsonaro não é de direita."

O ex-presidente completou: "Ele precisa ser analisado mais para Hitler e Mussolini do que para um cara de direita, porque ele não pensa. Não constrói um pensamento, constrói bobagem. Você não vê uma frase inteira dele dizendo alguma coisa que preste, é só bobagem."

+++ LEIA MAIS: 'Se precisar tomo vacina na testa', diz Lula sobre combate à covid-19

Mano Brown também relembrou como rap apoiou o governo de Lula de 2003 a 2011, dizendo: "O nosso movimento se doou para o Lula e para o PT incondicionalmente. Não esperávamos benefícios do PT, em nada, como também não tivemos, porque não pedimos, não exigimos."

"A gente apoiou, e ainda apoia, o Lula, mas nunca foi por benefício algum. Para o hip-hop, não teve nada em troca, mas para o povo teve. E é para isso que o hip-hop existe, para ver o crescimento do povo no contexto e não dos cantores de rap." O episódio de Mano a Mano com o ex-presidente Lula tem 124 minutos de duração e está disponível no Spotify. Confira a entrevista na íntegra: 

+++ LEIA MAIS: Lula venceria Bolsonaro e todos os candidatos em eleições de 2022, diz pesquisa