Michael Temer ri de imitação de Bolsonaro em jantar com empresários; assista

Em vídeo, o ex-presidente Michel Temer aparece dando risada de imitação de Bolsonaro feita pelo humorista André Marinho

Redação Publicado em 14/09/2021, às 12h00 - Atualizado às 12h01

None
Michel Temer ri de imitação de Bolsonaro em jantar com políticos (Foto: Reprodução)

Em jantar com políticos e empresários, o ex-presidente Michel Temer (MDB) aparece em vídeo dando risada de uma imitação de Jair Bolsonaro (sem partido) feita pelo humorista André Marinho.

O encontro de políticos e empresários aconteceu após a reunião de Michel Temer e Bolsonaro na quinta, 9, que rendeu a publicação da “Declaração à Nação”, texto que representou um recuo do presidente em relação aos ataques ao STF.

+++LEIA MAIS: Marcelo Adnet imita Bolsonaro em áudio e manda caminhoneiros dançarem 'Macarena'; ouça

Segundo reportagem do UOL, o jantar que aparece na filmagem ocorreu na casa do empresário Naji Nahas, e contou também com a presença do presidente nacional do PSD Gilberto Kassab, o presidente do Grupo Bandeirantes de Comunicação Johnny Saad e o apresentador e diretor da GloboNews Roberto D’Ávila.

O humorista André Marinho é responsável pela imitação de Bolsonaro na gravação. Em 2018, o pai dele, Paulo Marinho, apoiou Jair Bolsonaro durante a corrida presidencial. No entanto, em 2020, a família Marinho anunciou que deixou de apoiar o presidente.

+++LEIA MAIS: Lula diz que Bolsonaro está 'mais para Hitler e Mussolini' do que para direita; entenda

Encontro de Michel Temer e Bolsonaro

Após os atos de 7 de Setembro e as diversas ameaças de golpe feitas por Jair Bolsonaro, o presidente se reuniu com Michel Temer para escrever uma carta e “acalmar” a tensão entre os Poderes. Nomeado “Declaração à Nação”, o texto foi divulgado em 9 de setembro.

Em entrevista à CNN publicada em 10 de setembro, Michel Temer afirmou que, após a publicação da carta, os ataques do atual chefe de Estado aos demais Poderes ficaram “no passado”.

+++LEIA MAIS: 'Quem derruba presidente não é o Congresso, é o povo nas ruas', diz Temer

“Aquelas frases do tipo ‘não vou cumprir decisão judicial’, eu acho que a partir de hoje, pelo menos tive muito fortemente essa sensação na conversa muito objetiva que o presidente Bolsonaro teve comigo, eu sinto que isto é coisa do passado. Quando se diz, ‘olha, vamos contar o tempo a partir daqui’, é porque ele vai pautar-se por esse documento, por essa declaração que lançou no dia de hoje,” afirmou.